03:14 28 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    7100
    Nos siga no

    As autoridades da Coreia do Sul pretendem propor à Coreia do Norte, na semana que vem, a realização de negociações, com objetivo de cessar atividades militares na fronteira entre os dois países, informou a agência Yonhap, citando uma fonte no govero de Seul.

    Segundo a agência, a decisão foi tomada após uma reação positiva de Pyongyang à solicitação do líder sul-coreano, Moon Jae-in, de reduzir as tensões militares. O jornal oficial norte-coreano, Rodong Sinmun, publicou um comentário, no qual afirmou que o cumprimentos dos acordos celebrados nas cúpulas bilaterais de 2000 e de 2007 seriam o primeiro passo para um avanço nas relações entre os dois países.

    A fonte da Yonhap disse que Seul interpretou a mensagem norte-coreana como uma manifestação de em prol de um desenvolvimento do processo de paz. 

    Os especialistas, no entanto, duvidam do sucesso das possíveis negociações. O professor de relações internacionais Kou Hvan, da Universidade de Dongguk, disse que a interpretação do que significaria a redução das tensões na fronteira pode variar muito entre as lideranças dos dois países.

    De todo modo, Moon Jae-in, tem demonstrado vontade política para o diálogo e, inclusive, já chegou a propor uma reunião bilateral com o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un. 

    Mais:

    Quais são as 'decisões ruins' que podem levar a uma guerra entre EUA e Coreia do Norte?
    'EUA não estão preparados para negociar com a Coreia do Norte', diz ex-diplomata
    Sistema THAAD pode proteger 10 milhões de pessoas na Coreia do Sul, diz comandante dos EUA
    'Pequeno detalhe' separa Coreia do Norte de míssil intercontinental, diz Seul
    Resposta imediata: é assim que Seul planeja conter ataque nuclear da Coreia do Norte
    Tags:
    processo de paz, Moon Jae-in, Coreia do Norte, Coreia do Sul
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar