05:54 01 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    0 80
    Nos siga no

    O experimento de simulação da vida na Lua começou em um laboratório especial em Pequim. Quatro estudantes voluntários passarão 200 dias completamente isolados do mundo no âmbito dos preparativos da China para a realização de seu programa lunar, informou na segunda-feira (10) o canal CGTN.

    O laboratório Yuegong-1 (Palácio da Lua), situado na Universidade de Beihang, é um espaço isolado de 160 metros quadrados, sendo o primeiro laboratório deste tipo criado na China e o terceiro sistema de suporte de vida biogenerativo no mundo.

    A Universidade de Beihang está realizando o projeto, que simula as condições de vida na Lua e dura 365 dias. Um grupo de quatro voluntários já terminou a primeira etapa de 60 dias, em seguida, depois de acabar a etapa de 200 dias, começará a seguinte, de 105 dias, de acordo com o canal

    O Palácio da Lua compreende um espaço de 42 metros quadrados onde os voluntários vivem e de dois módulos para cultivar plantas. O módulo residencial é constituído por quatro cabines de dormir separadas, uma sala comum, um banheiro, um espaço para animais e um para reciclagem de resíduos.

    Segundo os pesquisadores, tais experimentos ajudam os cientistas da China a avançar nos estudos sobre as condições necessárias para realização de missões de longo prazo na Lua.

    Mais:

    China compra projeto de carro voador e deve lançar primeira versão em 2 anos (VÍDEO)
    China desenvolve nova tecnologia para submarinos a fim de ultrapassar EUA
    Tags:
    voluntários, lua, simulação, experimento, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar