14:25 27 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    Tensão sem precedentes entre Coreia do Norte e EUA (186)
    0260
    Nos siga no

    Autoridades dos Estados Unidos indicaram nesta quarta-feira que o míssil balístico intercontinental (ICBM, na sigla em inglês) lançado pela Coreia do Norte em 4 de julho é de um novo tipo "nunca visto antes", lançado de um local diferente daquele de lançamentos anteriores, informou o Pentágono.

    O míssil Hwasong-14 foi lançado de uma base móvel e possuía um veículo de reentrada, segundo a Agência Reuters, citando um porta-voz do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, o capitão Jeff Davis.

    O lançamento foi um perigo para os transportes no mar do Japão (também conhecido como mar do Leste), bem como para aeronaves e satélites no espaço, completou o porta-voz.

    As defesas de mísseis dos EUA são capazes de lidar com a “ameaça limitada” representada pela capacidade da ICBM da Coreia do Norte, acrescentou o Pentágono, referindo-se à intercepção de teste bem-sucedida de um alvo semelhante ao ICBM, em maio deste ano.

    Na terça-feira, Pyongyang afirmou ter lançado com sucesso seu primeiro míssil balístico intercontinental, o Hwasong-14, que é capaz de transportar uma “grande e pesada ogiva nuclear”.

    O míssil, que pode atacar o continente americano, foi chamado de “outra brilhante vitória do povo coreano em sua luta contra os imperialistas liderados pelos EUA”, segundo a agência de notícias estatal norte-coreana (KCNA).

    Após o lançamento, o Hwasong-14 voou cerca de 933 quilômetros em 39 minutos, atingindo uma altitude de 2.802 quilômetros, informou a televisão estatal da Coreia do Norte.

    De acordo com os dados do Ministério da Defesa russo, no entanto, a Coreia do Norte lançou um míssil de alcance intermediário (IRBM, na sigla em inglês), que voou cerca de 535 quilômetros, atingindo uma altitude de 510 quilômetros e, em seguida, caindo no mar do Japão.

    Washington insiste que a Coreia do Norte cesse todos os testes de mísseis e pediu a desnuclearização imediata e incondicional da Península Coreana.

    Já Pyongyang afirma que seus programas nucleares e de mísseis não são negociáveis, “a menos que a política hostil dos EUA e a ameaça nuclear para Coreia do Norte sejam definitivamente encerradas”, de acordo com a KCNA.

     

    Tema:
    Tensão sem precedentes entre Coreia do Norte e EUA (186)

    Mais:

    Trump critica China por aumentar trocas comerciais com Coreia do Norte
    EUA realizam exercícios de mísseis em resposta ao lançamento da Coreia do Norte
    Ameaça da Coreia do Norte será tema de reunião de emergência na ONU
    EUA se dizem prontos para usar todas suas capacidades contra Coreia do Norte
    Tags:
    Coreia do Norte, Estados Unidos, Península Coreana, Pyongyang, Pentágono, KCNA, icbm, míssil balístico intercontinental, Hwasong-14, arma nuclear, guerra nuclear
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar