21:01 01 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    Tensão sem precedentes entre Coreia do Norte e EUA (186)
    49181
    Nos siga no

    O embaixador da China na Organização das Nações Unidas (ONU) lançou um alerta aos demais países do mundo que as consequências podem ser “desastrosas” se os líderes mundiais não encontrarem uma forma de diminuir as tensões com a Coreia do Norte.

    De acordo com Liu Jieyi, a situação pode “ficar fora de controle”. As ponderações acontecem um dia após uma conversa pelo telefone entre o presidente chinês, Xi Jinping, e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, para tratar da crise na Península Coreana.

    “Atualmente, as tensões estão altas e certamente gostaríamos de ver uma diminuição. Se as tensões apenas subirem… então, mais cedo ou mais tarde, ficarão fora de controle e as consequências serão desastrosas”, disse Liu, em entrevista coletiva na sede da ONU, onde a China assume a presidência do Conselho de Segurança em julho.

    Ao lado de Washington, Pequim faz pressão para que Pyongyang abandone o seu programa de testes balísticos e de provas nucleares. Por enquanto, o regime de Kim Jong-un se mantém firme em não abrir mão disso. Em comum, os dois lados dizem que, “com as condições certas”, poderão se sentar à mesa para negociar. Entretanto, ninguém está disposto a ceder por ora.

    “Gostaríamos de receber outras propostas construtivas da comunidade internacional. Quanto mais países trabalham juntos para conseguir uma solução negociada, melhores serão as negociações”, acrescentou Liu, elogiando os esforços da Rússia e outras nações.

    Mais cedo nesta segunda-feira, o vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Ryabkov, disse ao jornal Izvestiya que a Rússia elaborou um plano de acordo sobre a questão da Coreia do Norte, que estipula que os EUA não piorem a situação e se movam para aliviar as tensões.

    Tema:
    Tensão sem precedentes entre Coreia do Norte e EUA (186)

    Mais:

    EUA e Japão decidem aumentar as pressões sobre Coreia do Norte
    Rússia diz que pressão dos EUA sobre Coreia do Norte pode desencadear uma catástrofe
    Todos os meios de retaliação que Coreia do Norte possui para responder aos EUA
    Tags:
    testes nucleares, guerra nuclear, diplomacia, Conselho de Segurança da ONU, ONU, Liu Jieyi, Sergei Ryabkov, Donald Trump, Xi Jinping, Estados Unidos, Península Coreana, Coreia do Norte, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar