21:21 22 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Líder norte-coreano Kim Jong-un durante a inspeção do Exército

    Todos os meios de retaliação que Coreia do Norte possui para responder aos EUA

    © REUTERS/ KCNA
    Ásia e Oceania
    URL curta
    6718172214

    As numerosas tropas norte-coreanas, suas armas e o medo do caos social, em caso de colapso do Governo, fazem com que os EUA e os vizinhos da Coreia do Norte pensem bem antes de lançar um ataque contra Pyongyang. Mas... como se defenderia a potência militar solitária em tempo de guerra?

    Em um artigo para a National Interest, Kyle Mizokami analisou como a Coreia do Norte é capaz de enfrentar um confronto sério com outros países, mas também esclareceu como poderá reagir a nação asiática caso seja atacada.

    A Coreia do Norte possui várias ferramentas diferentes para conter ações militares inimigas. A mais importante delas, no entanto, são o seu grande Exército, Marinha e Força Aérea. Apesar de contar apenas com equipamentos obsoletos e mal abastecido, o Exército Popular da Coreia tem quase 1,2 milhões de militares ativos.

    Mizokami destaca que o país de Kim Jong-un causa medo a seus inimigos com suas armas nucleares, químicas e radiológicas. Ninguém sabe ao certo onde estão ou como e onde podem ser detectadas as armas nucleares da Coreia do Norte. O mesmo ocorre com as armas químicas, destaca o autor.

    Outro jeito que pode usar Pyongyang para evitar a intervenção externa é "se fingir de irracional", afirmou o colunista da NI. As ações da Coreia do Norte "dão a impressão de que o país é imprevisível e que qualquer ação militar poderá levar a uma guerra total", disse o autor do artigo.

    "Embora muitas vezes sejam considerados 'loucos', o falecido Kim Jong-il e seu filho e sucessor Kim Jong-un são, na verdade, atores perfeitamente racionais para a situação em que se encontram", escreve Mizokami.

    O colunista salientou, no entanto, que, em um sentido prático, o país não está bem equipado para se defender, já que a maior parte de seu armamento é "obsoleto".

    A possibilidade mais perigosa para os Estados Unidos seria se a Coreia do Norte iniciasse uma guerra de guerrilha contra os norte-americanos e tropas sul-coreanas, concluiu o colunista.

    Mais:

    Mídia: Kim Jong-un mandou 'guardar e cuidar' de armas nucleares, 'mistério dos mistérios'
    Irmão assassinado de Kim Jong-un poderia ter recebido dinheiro da inteligência dos EUA
    Mídia: Trump diz que Kim Jong-un é um 'louco com armas nucleares'
    Tags:
    armas nucleares, retaliação, ataque, Kim Jong-un, EUA, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik