22:38 16 Junho 2019
Ouvir Rádio
    Soldados norte-coreanos durante a parada militar em homenagem ao 60º aniversário do fim da Guerra da Coreia, 2013

    China apoia roteiro da Rússia para solução da situação norte-coreana

    © Sputnik / Ilia Pitalev
    Ásia e Oceania
    URL curta
    26152

    Moscou elaborou um roteiro para resolução da crise na Coreia do Norte e está pronta para discuti-lo com parceiros, declarou o vice-chanceler da Rússia, Igor Morgulov.

    A Rússia propõe resolver a crise da península de maneira pacífica. Primeiro, para os principais antagonistas, é preciso mostrar um comedimento completo, ou seja, parar as provocações sem quaisquer condições preliminares, bem como elaborar os princípios das relações bilaterais.

    Segundo Morgulov, Moscou está coordenando com os parceiros chineses, que também estão muito preocupados com a situação em torno da península Coreana. A China declarou ser preciso simultaneamente congelar os testes nucleares e de mísseis da Coreia do Norte e as manobras perigosas dos EUA na região. Moscou apoia essas ideias.

    Desde 2003, a Rússia e a comunidade internacional vinham tentando resolver a crise na península Coreana, já os EUA e a Coreia do Sul não gostam das propostas feitas e, por isso, a situação se tem agravado mais a cada ano. O diretor do centro de estratégia da Ásia da Academia de Ciências da Rússia, Georgy Toloraya, comenta a situação para a Sputnik China.

    O especialista assinala que a coisa importantíssima é que este roteiro foi elaborado depois de consultas estreitas com a China, que anteriormente nunca foi feito. Isto mostra que a Rússia e a China têm uma sinergia nessa questão, o que é muito significativo. Segundo Georgy Toloraya, a Rússia pode vir a se tornar o mediador que fala das posições mais independentes do que as dos outros figurantes do processo de reconciliação.

    O especialista assinala que os principais jogadores nesse processo são os EUA e a Coreia do Norte e a Rússia, provavelmente, pode convencer a Coreia do Norte a realizar um diálogo, ou tentar dar os primeiros passos para congelamento do programa nuclear. Toloraya acredita ser pouco provável convencer os EUA a fazer o mesmo.

    O especialista do Centro do Nordeste da Ásia da Academia de Ciências Públicas de Heilongjiang, Da Zhigang, julga que o roteiro russo é um bom estímulo parar resolver a crise norte-coreana.

    "No passado, a Rússia foi um membro importante das negociações de seis lados sobre o problema da península Coreana e tradicionalmente se posiciona como uma potência grande que influencia fortemente a Coreia do Norte", disse.

    O roteiro russo alveja a criação das condições que ajudarão a levar a Coreia do Norte para as negociações. A China apoia todos os esforços para resolver a crise em torno da Coreia do Norte e tem uma posição aberta sobre o roteiro russo, declarou na quarta-feira o representante oficial do MRE chinês, Lu Kang.

    Mais:

    Coreia do Norte avança para desenvolver bombas de hidrogênio, diz especialista
    Moscou elabora roteiro para atingir paz na Coreia do Norte
    Japão toma medidas para conter comércio com Coreia do Norte
    Tags:
    testes de mísseis, manobras, negociações, reconciliação, Igor Morgulov, Rússia, China, EUA, Coreia do Sul, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar