14:07 20 Junho 2018
Ouvir Rádio
    Soldados norte-coreanos tiram fotos de soldado sul-coreano e  de militar norte-americano junto à linha de demarcação que separa as duas Coreias (foto de arquivo)

    Aniversário da Guerra da Coreia mostra enorme fosso entre países vizinhos

    © AFP 2018 / Ed Jones
    Ásia e Oceania
    URL curta
    11200

    O aniversário da Guerra da Coreia na República Popular Democrática da Coreia foi marcado por manifestações maciças antiamericanas, enquanto os vizinhos do sul reiteraram seu desejo de reforçar a aliança com os EUA.

    No 67º aniversário da Guerra da Coreia, o presidente do Comitê de Residentes de Pyongyang chamou o país de "potência verdadeiramente nuclear" que "é capaz de eliminar aqueles que não fizeram nada senão ameaçar, usando suas forças de contenção nuclear", informa a Agência Central de Notícias da Coreia, mas conhecida como KCNA.

    O líder sul-coreano, por sua vez, afirmou estar disposto a solidificar a aliança com os EUA.

    "Vou me empenhar em reforçar a aliança entre a Coreia do Sul e os EUA no decorrer das conversações com o presidente americano e vou tentar resolver o problema nuclear norte-coreano", diz-se no comunicado do presidente Moon Jae-in, publicado na sua página do Facebook.

    A Guerra da Coreia decorreu entre 1950 e 1953 e terminou com a celebração de um acordo de paz, sendo que formalmente os EUA e a Coreia do Norte continuam em guerra. Pyongyang tem várias vezes expressado sua disponibilidade para a celebração de um acordo de paz caso os EUA ponham fim à sua política hostil em relação à Coreia do Norte, porém, estes apelos ficaram sem resposta.

    O atual líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, costuma frisar que o país está disposto a defender a independência e o status de país nuclear, já que o aumento do potencial nuclear é uma medida indispensável para se proteger dos EUA.

    Mais:

    Conversas secretas entre Coreia do Norte e EUA indicam como guerra pode ser evitada
    Resposta inevitável: Coreia do Sul lança míssil balístico (VÍDEO)
    Coreia do Norte testa novo foguete que pode equipar míssil intercontinental, diz mídia
    Guerra pode ser próxima resposta dos EUA para ações da Coreia do Norte, opina analista
    Tags:
    aliança militar, aniversário, Guerra da Coreia, Moon Jae-in, Coreia do Sul, Coreia do Norte, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik