08:29 31 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    303
    Nos siga no

    O primeiro-ministro sul-coreano, Lee Nak-yon, exigiu de Pyongyang neste domingo a liberação de cidadãos sul-coreanos e norte-americanos detidos pelas autoridades norte-coreanas, na sequência da recente morte do estudante dos EUA, Otto Warmbier.

    "A comunidade internacional está indignada com a morte do americano Warmbier…A Coreia do Norte deve avançar para a desnuclearização da península coreana e respeitar os direitos humanos", disse Lee, citado pela agência de notícias Yonhap.

    Em 13 de junho, Warmbier foi devolvido aos Estados Unidos pela Coreia do Norte em coma, depois de ter sido mantido no país asiático por mais de um ano. Ele passou 17 meses em detenção por ações anti-estatais, porque tentou roubar um cartaz do hotel no qual estava hospedado. Em 19 de junho, a família do estudante confirmou que Wambier morreu em sua casa em Ohio.

    De acordo com a mídia, seis sul-coreanos, incluindo três missionários e um pastor, estão sendo mantidos em prisões da Coreia do Norte.

    Em 19 de junho, o secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, convocou a Coréia do Norte a libertar três americanos que também permanecem detidos nas prisões do país.

    Mais:

    Coreia do Norte: canal com os EUA pode explicar libertação de estudante, diz especialista
    Por que razão Coreia do Norte decidiu libertar estudante norte-americano?
    Coreia do Norte liberta estudante sul-coreano detido desde abril
    Tags:
    política internacional, prisioneiros, Coreia do Sul, Coreia do Norte, Coreia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar