20:32 18 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Bombardeiro norte-americano B-1B

    Bombardeiros estratégicos dos EUA realizarão exercícios na fronteira com a Coreia do Norte

    © flickr.com/ US Air Force
    Ásia e Oceania
    URL curta
    16911

    Dois bombardeiros supersônicos norte-americanos B-1B, com capacidade de transportar bombas atômicas, participarão nesta terça-feira dos exercícios militares na Coreia do Sul, informou a agência sul-coreana Yonhap.

    Segundo a agência, os exercícios também contarão com a participação dos caças F-15K da Força Aérea sul-coreana. 

    "Dois bombardeiros B-1B foram deslocados hoje para a península da Coreia e participarão dos exercícios conjuntos com os nossos caças F-15K", citou a agência as palavras de uma fonte militar. 

    O interlocutor da agência afirmou que "o deslocamento de bombardeiros estratégicos [até a Coreia do Sul] demonstra a determinação dos EUA de conter a ameça militar da Coreia do Norte".

    As aeronaves norte-americanas, que despertam sérias preocupações do comando norte-coreano, realizarão manobras conjuntas com caças da Coreia do Sul durante algumas horas, destaca a agência. Além disso, serão realizados ataques aéreos de treinamento em um polígono na província de Gangwon, que faz fronteira com a Coreia do Norte. 

    Essa não é a primeira vez que bombardeiros estratégicos americanos realizam atividades na Coreia do Sul este ano. Em 29 de maio, bombardeiros B-1B foram deslocados para a região depois de mais um teste de míssil balístico de Pyongyang.

    Mais:

    Pior sofrimento desde 1953, diz Mattis sobre possível guerra entre EUA e Coreia do Norte
    Tweet de Trump de 5 meses atrás faz Coreia do Norte ameaçar ataque a Nova York
    Especialista: Coreia do Norte caminha para um novo teste de mísseis a cada 2,1 semanas
    O que falta para Coreia do Norte ter um míssil intercontinental? Especialista responde
    Política americana de 'contenção dupla' levará a uma nova Guerra da Coreia?
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik