13:57 15 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    O caminhão Zil-130 que transporta um drone norte-coreano no desfile militar que marca o 100º aniversário do fundador da Coreia do Norte, Kim Il Sung, em Pyongyang. 15 de abril de 2012.

    Apesar das sanções, Pyongyang adquire motores aos seus adversários (FOTO)

    © Sputnik/ Ilia Pitalev
    Ásia e Oceania
    URL curta
    11171

    A Coreia do Norte continua comprando componentes japoneses e norte-americanos para seus drones, apesar das sanções econômicas impostas a Pyongyang por realizar testes nucleares, segundo informou a cadeia sul-coreana Chosun TV.

    De acordo com o meio, os especialistas chegaram a esta conclusão após ter examinado um veículo não tripulado encontrado perto da fronteira com a Coreia do Norte e supostamente enviado para a Coreia do Sul para fins de vigilância.

    Segundo as fontes militares sul-coreanas, a aeronave está equipada com dois motores de fabrico norte-americano, bem como com uma câmera japonesa Alfa-7 R. Os especialistas supõem que o mais provável é que os intermediários de Pyongyang tenham adquirido os componentes, ou até mesmo os aviões, nos EUA, no Japão ou na China, onde os EUA têm uma fábrica de motores.

    Em qualquer caso, isso representa uma grave violação das sanções internacionais, de acordo com o Chosun TV.

    Esta não é a primeira vez que os militares sul-coreanos descobrem um drone norte-coreano em seu território. Assim, em 2014, na ilha de Baengnyeong, localizada ao sul da fronteira marítima entre as duas Coreias, foi encontrada uma aeronave não tripulada com motores de fabricação tcheca.

    Mais:

    Pyongyang pode vir a ativar uma bomba que afetará terra, ar e espaço
    Saiba as 3 razões pelas quais China teme mudança de governo em Pyongyang
    Coreia do Norte desenvolve drone de longo alcance
    Tags:
    sanções, motor, drone, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik