12:43 21 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    0 0 0
    Nos siga no

    Um voo da Malaysia Airlines que partia de Melbourne, na Austrália, com destino a a Kuala Lumpur, na Malásia, teve de retornar às pressas para o aeroporto de origem, o Tullamarine, nesta quarta-feira, após um passageiro tentar invadir a cabine dos pilotos afirmando ter uma bomba.

    De acordo com o vice-ministro dos Transportes da Malásia, Abdul Aziz bin Kaprawi, o suposto terrorista estava aparentemente bêbado, e o que ele tinha, na verdade, não era um explosivo. 

    "Não é um sequestro. Um passageiro perturbado tentou entrar na cabine", disse Kaprawi, citado pela AFP. "O passageiro, de nacionalidade cingalesa, disse que tinha uma bomba. Mas não era uma bomba, era um carregador de pilhas", explicou.

    Segundo o vice-ministro, o falso terrorista acabou sendo imobilizado pela tripulação e, em seguida, foi detido por forças de segurança da Austrália. Ninguém ficou ferido no incidente. 

    "Não há ameaça iminente para passageiros, funcionários ou público, e a investigação está em curso", afirmou a polícia do estado australiano de Vitória sobre o caso. 

    Mais:

    Investigadores recomendam ampliar a busca de avião da Malaysia Airlines
    Destroços encontrados na Tanzânia eram do Boeing desaparecido da Malaysia Airlines
    Apresentada nova versão sobre desaparecimento de Boeing da Malaysia Airlines
    Tags:
    Austrália, Melbourne, Kuala Lumpur, Vitória, Sri Lanka, Abdul Aziz bin Kaprawi, AFP, terrorismo, bomba
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar