16:00 18 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    9101
    Nos siga no

    O site propagandístico norte-coreano Uriminzokkiri publicou o vídeo com um cidadão da Coreia do Norte que alegadamente (e sob influência da inteligência dos EUA e Coreia do Sul) teria sido um dos organizadores do atentado contra o líder do país, Kim Jong-un.

    No início de maio, representantes do Ministério da Segurança Nacional da Coreia do Norte declararam que a Agência Central de Investigação dos EUA (CIA) e os serviços secretos sul-coreanos tentaram assassinar o líder norte-coreano Kim Jong-un através de uma substância bioquímica.

    Os principais suspeitos do atentado são o chefe da Agência da Inteligência Nacional da Coreia do Sul, Lee Byung-ho, o chefe do departamento da mesma Agência, Han Gan-om, o agente especial sul-coreano Cho Gi-cheol e também o diretor da empresa Qingdao Nazca.

    O vídeo, publicado no sábado (20), dura 23 minutos e meio. Mostra um homem chamado de Kim Son-iron.  O detido afirmou que "foi feito de tolo pela propaganda adversária contra a República e foi envolvido em um crime terrível".

    Além disso, no vídeo, publicado pelo Uriminzokkiri, você pode observar um celular da empresa Samsung e um tablet que alegadamente foram fornecidos pelos serviços de inteligência sul-coreana e "foram usados para doutrinação" de Kim Son-iron.  Destaca-se que foi encontrada correspondência entre o cidadão norte-coreano e representantes da Inteligência sul-coreana.

    Ministério da Segurança Nacional da Coreia do Norte considera que os que tentaram assassinar o líder do país devem ser sujeitos à investigação jurídica de acordo com as leis do país.

    Mais:

    Kim Jong-un: Coreia do Norte se tornou a potência nuclear dominante na Ásia
    Veja como Kim Jong-un dirige lançamento de míssil balístico (FOTOS)
    Quanto custa o assassinato de Kim Jong-un?
    Coreia do Norte exige extradição dos suspeitos de terem tentado assassinar Kim Jong-un
    Tags:
    criminosos, detido, segurança nacional, líder, suspeitos, atentado, tribunal, Inteligência Nacional dos EUA, CIA, Kim Jong-un, Coreia do Sul, Coreia do Norte, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar