12:43 09 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    22611
    Nos siga no

    As Filipinas estão se preparando para enviar tropas e abastecimento para o território da ilha disputada no mar do Sul da China.

    Anteriormente, o presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, ordenou o deslocamento de tropas para as ilhas disputadas, localizadas no mar do Sul da China, onde se planeja construir casernas. Destaca-se que ele também planejava visitar uma das ilhas, mas cancelou sua visita depois de a China expressar preocupações em meio aos seus planos, informa a Assossiated Press.

    Segundo dados da agência, o chefe do comando ocidental das Forças Armadas das Filipinas, Raul del Rosario, afirmou que tropas e abastecimento primário foram enviados na semana passada para a ilha de Thitu — uma das ilhas do arquipélago de Spartly, onde China está construindo estruturas militares.  

    A China e alguns países da região — Japão, Vietnã e Filipinas — desacordam quanto às fronteiras marítimas e às áreas de responsabilidade no mar do Sul da China e no mar da China Oriental. A China acredita que as Filipinas e o Vietnã usam conscientemente o apoio dos EUA para a escalada da tensão na região.

    A câmara permanente da Corte de Arbitragem de Haia determinou em julho de 2016 que a China não possui fundamento para reivindicar território no mar do Sul da China. O tribunal considerou que os territórios em disputa do arquipélago Spratly (Nansha) não são ilhas nem zona econômica exclusiva. A China não reconheceu a decisão da arbitragem.

     

    Mais:

    Rodrigo, o Grande: Presidente das Filipinas descobre o caminho da multipolaridade
    Exército das Filipinas pretende comprar armas russas para modernizar exército nacional
    Mídia: Pequim está ganhando a batalha pelo mar do Sul da China
    Сhina está militarizando mar do Sul da China, opinam EUA
    Tags:
    abastecimento, infraestrutura, tropas, disputa territorial, ilhas, Forças Armadas, Rodrigo Duterte, Vietnã, Japão, China, Mar do Sul da China, Filipinas
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar