11:45 22 Julho 2017
Ouvir Rádio
    Kim Jong-un, líder da Coreia do Norte

    Kim Jong-un condena ataque dos EUA contra Shayrat e expressa solidariedade a Assad

    © REUTERS/ KCNA
    Ásia e Oceania
    URL curta
    213303191

    O líder da Coreia do Norte Kim Jong-un enviou ao presidente da Síria Bashar Assad um telegrama de cumprimentos por ocasião do 71º aniversário da independência da república em que condena o ataque dos EUA contra a base aérea síria, descrevendo as ações de Washington como “um ato de invasão insensato”, informa a Yonhap, citando o telegrama.

    “Condenamos o recente ato de agressão dos EUA contra o seu país”, diz o texto do telegrama de Kim Jong-un.

    “Expressamos mais uma vez o nosso firme apoio e a solidariedade com as ações do governo sírio e do povo da república para alcançar a justiça”, destaca o telegrama divulgado pela mídia norte-coreana.

    De acordo com a agência sul-coreana Yonhap, Kim Jong-un enviou um telegrama semelhante ao presidente da Síria na quinta-feira passada por ocasião do 70º aniversário da formação do partido Baath Socialista Árabe da Síria.

    Na noite de 6 para 7 de abril, os EUA lançaram mísseis de cruzeiro a partir dos destróieres USS Porter e USS Ross contra o aeródromo sírio de Shayrat, na província de Homs, afirmando que a partir dele terá sido realizado o ataque químico na província de Idlib. Segundo o Pentágono, no total foram lançados 59 mísseis. O prefeito de Homs disse que tinham morrido sete pessoas, entre elas cinco militares e dois habitantes da povoação localizada perto da base aérea. De acordo com os dados do Ministério da Defesa da Rússia, dois militares sírios desapareceram, quatro morreram e seis outros sofreram queimaduras ao apagar os incêndios. As forças armadas sírias afirmaram terem morrido dez militares.

    Mais:

    Opinião: ataque dos EUA à Síria é advertência para Coreia do Norte
    Porta-aviões dos EUA 'transportadores da paz': Coreia do Norte deve se preparar para quê?
    Tags:
    ataque aéreo, solidariedade, apoio, Kim Jong-un, Bashar Assad, Shayrat, Idlib, Coreia do Norte, Síria, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik