13:58 12 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Soldados da Força de Auto-Defesa do Japão participam da cerimónia de abertura da nova base militar na ilha Yonaguni na prefeitura de Okinawa, Japão, 28 de março de 2016

    Japão se prepara para reagir a 'ações ativas' em contexto de tensão elevada

    © REUTERS/ Kyodo
    Ásia e Oceania
    URL curta
    2396

    Em abril, a Coreia do Norte pode empreender uma série de ações ativas, acredita o ministro das Relações Exteriores japonês, Fumio Kishida.

    De acordo com a agência NHK, Kishida acredita que a Coreia do Norte atingiu um novo nível de ameaça e que há a possibilidade que ela empreenda ações ativas já em abril, visto que neste mês Pyongyang celebra vários aniversários nacionais.

    O chanceler frisou que as autoridades japonesas continuam analisando escrupulosamente a situação e se preparando para qualquer cenário.

    Mais cedo, foi revelado que os EUA enviaram para Okinawa, parte meridional do Japão, um avião de observação atmosférica WC-135 devido às tensões crescentes em torno de possíveis testes nucleares e de mísseis balísticos norte-coreanos.

    Mais:

    Mídia: EUA tinham ponderado reconhecimento da Coreia do Norte como potência nuclear
    Coreia do Norte: 'responderemos um ataque nuclear com outro'
    Coreia do Norte apresentou, pela primeira vez, um míssil balístico lançado de submarino
    Tags:
    confrontação, base aérea, Fumio Kishida, Coreia do Norte, EUA, Japão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik