11:51 20 Novembro 2017
Ouvir Rádio
    Espião trabalhando

    China pagará a seus cidadãos para desmascarar espiões

    © Fotolia/ Serkat Photography
    Ásia e Oceania
    URL curta
    5657110

    Autoridades de Pequim declararam sobre novo programa de remuneração aos cidadãos. Planeja-se pagar até 500 mil iuanes (R$ 228 mil) pela revelação de informações sobre espiões e atividades de inteligências estrangeiras, informa a mídia, citando o documento autorizado pela direção da segurança internacional de Pequim.

    Na manhã da segunda-feira (10), a direção publicou o Programa de premiação de cidadãos para revelação de espionagem. Segundo o documento, os cidadãos, que fornecerem informações extremamente importantes que sejam úteis para prevenir e interromper a espionagem no país, poderão ser remunerados com uma quantia de 500 mil iuanes (R$228 mil).

    De acordo com o representante da direção, inteligência estrangeira, espiões e "outras forças adversárias", devido ao aumento permanente dos contatos com outros países e do número dos que saem e entram no país, intensificam "penetração política, atividade separatistas, incentivo para rebelião e outros tipos de atividades destruidoras".

    Vale ressaltar que alguns indivíduos — impulsionados por objetivos interesseiros — "vendem informações nacionais" criando, assim, um ambiente favorável para desenvolvimento de espionagem.  Neste contexto, sendo a capital, Pequim tem se tornado um dos principais alvos de agentes secretos estrangeiros.

    O documento publicado é composto por 12 artigos com remunerações para cada informação fornecida, dependendo de sua importância. Em caso de o cidadão saber alguma informação sobre espionagem, poderá comunicá-la para direção por telefone, por carta ou pessoalmente. No entanto, as autoridades deixam claro que a responsabilidade é do cidadão por denuncias e divulgação de informações falsas.

    Mais:

    Trump ignora Comitê de Inteligência e mantém acusações contra 'espionagem' de Obama
    Berlim denuncia escalada da espionagem turca em solo alemão
    Acuada por escândalos de espionagem, CIA acusa WikiLeaks de 'ajudar os inimigos' dos EUA
    Casa Branca: Trump não vai recuar até que Obama seja investigado por espionagem
    Tags:
    responsabilidade, agências de inteligência, dados, informação, prêmios, estrangeiros, estados, espiões, espionagem, segurança nacional, Pequim, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik