11:05 14 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    453
    Nos siga no

    Ontem (29), o Comitê de Assuntos Estrangeiros da Câmara dos Representantes dos EUA votou a favor de voltar a incluir a Coreia do Norte na lista dos países-patrocinadores do terrorismo.

    Além disso, o Comitê se manifestou a favor de reforçar as sanções contra Pyongyang e condenar a elaboração de mísseis balísticos intercontinentais.

    O presidente do Comitê, republicano Ed Royce, afirmou que "as medidas hoje apresentadas vão incentivar o Departamento de Estado a tomar uma decisão quanto à necessidade de voltar a incluir a Coreia do Norte na lista dos países patrocinadores do terrorismo".

    Pela primeira vez, Pyongyang foi inscrito nesta lista americana em 1987 após a explosão de um avião sul-coreano que resultou em 115 mortos.

    Acredita-se que o acidente teria sido realizado por agentes dos serviços secretos da Coreia do Norte. Em 2008, a administração do ex-presidente dos EUA, George W.Bush, anunciou que iria excluir a Coreia do Norte da lista após ter sido acordado o acesso de especialistas da Agência Internacional de Energia Atómica ou Atômica a todas as estruturas nucleares norte-coreanas.

    Hoje em dia, a lista dos países patrocinadores do terrorismo inclui o Irã, a Síria e o Sudão.

    Mais:

    Coreia do Norte adverte que pode atacar Ocidente 'sem aviso'
    Coreia do Norte tenta fazer de ataques cibernéticos nova fonte de rendimento
    Mídia: Coreia do Norte pede mediação da Rússia em negociações com EUA
    Tags:
    lista de países patrocinadores do terrorismo, terrorismo atômico, Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Congresso, EUA, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar