23:34 17 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Broche com as imagens de Kim Il Sung e Kim Jong Il, respectivamente, fundador e atual líder da Coreia do Norte, junto à bandeira do país.

    Coreia do Norte tenta fazer de ataques cibernéticos nova fonte de rendimento

    © AP Photo / Lee Jin-man
    Ásia e Oceania
    URL curta
    5103

    Hackers norte-coreanos tentaram realizar um ataque cibernético contra mais de 100 empresas e organizações por todo o mundo, incluindo o Banco Mundial e o Banco Central Europeu, informa o jornal norte-americano The New York Times citando especialistas em cibersegurança.

    A lista de endereços IP apresentada pelos especialistas ao jornal foi obtida durante a investigação ao ataque cibernético contra cerca de 20 bancos da Polônia no ano passado. A lista também inclui os bancos centrais da Rússia, Venezuela, México, Chile e República Tcheca, assim como bancos privados dos EUA, México, Uruguai e outros países.

    Segundo os especialistas, os ataques demostram até que ponto se tornaram sofisticadas as capacidades dos hackers norte-coreanos, cuja atividade é estimulada pelas autoridades do país para atrair meios financeiros.

    O ataque começou perto de outubro, quando os hackers plantaram um vírus no site do regulador financeiro polonês. Em seguida, eles esperaram até que os bancos inadvertidamente baixassem o vírus visitando o site.

    Os hackers tentavam assim roubar o dinheiro dos bancos poloneses e outras instituições financeiras, diz o The New York Times, adicionando que o ataque foi logo repelido e os fundos não ficaram ameaçados.

    Segundo especialistas da empresa de segurança Symantec, os autores dos ataques contra os bancos poloneses podem ser os mesmos que roubaram 81 milhões de dólares da conta do Banco da Reserva Federal de Nova York para o Bangladesh.

    Mais:

    Comando militar cibernético da Coreia do Sul foi hackeado
    Pyongyang responderá 'com ataques mortíferos' às manobras de Seul e Washington
    Mídia: Coreia do Norte está pronta para realizar 6º teste nuclear
    Tags:
    ataque cibernético, Banco Central Europeu, Banco Mundial, Polônia, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar