23:01 08 Março 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    662
    Nos siga no

    Moradores da ilha turística de Jeju não receberam de braços abertos os rumores recentes de que as autoridades militares coreanas e norte-americanas estejam considerando instalar na base das Forças Navais da Coreia do Sul em Jeju o submarino supermoderno Zumwalt, conhecido como "superarma do futuro".

    Moradores da ilha turística de Jeju, localizada a sul da península coreana, a 300 km da China, não receberam de braços abertos os rumores recentes de que as autoridades militares coreanas e norte-americanas estejam considerando instalar na base das Forças Navais da Coreia do Sul em Jeju o submarino supermoderno Zumwalt, conhecido como "superarma do futuro".

    No dia 9 de março, o comandante da Força Aérea da Coreia do Sul, Chon Gendu, anunciou oficialmente os planos de criação na ilha de Jeju uma equipe de busca e salvamento do sul, e, com relação ao anúncio, surgiram rumores relacionados a planos sobre construção de um segundo aeroporto militar na ilha. Os habitantes receberam a notícia com grande indignação.

    Um representante da segurança de Jeju, que preferiu manter anonimato, comunicou à Sputnik Coreia no final da noite de 16 de março: "Os moradores de Jeju estão acompanhando fixamente a possibilidade de instalar o destróier Zumwalt perto da ilha, bem como os planos de unir o aeroporto em construção a bases militares".

    Os habitantes da ilha acreditam que as pessoas do sudoeste do continente da Coreia do Sul, que fizeram parte da vanguarda da luta contra a militarização da aldeia Gangjeong, vão violentamente protestar contra a transferência das bases da Marinha nacional para uso das tropas dos EUA e para criação de um aeródromo militar, afirma a fonte.

    De acordo com ele, as pessoas do sudoeste da ilha de Jeju são capazes de influenciar as forças políticas locais.

    "O ex-presidente prometeu uma vez aos ilhéus que na base da Marinha em Gangjeong nunca entrariam submarinos americanos", por isso "depois das conversações sobre a eventual instalação de embarcação militar dos EUA, a credibilidade ao governo do país vai acentuadamente cair."

    Segundo ele, "considerando que até mesmo o presidente poderia ser afastado do cargo, nosso país se tornou uma sociedade democrática madura, e, caso o problema da militarização de Jeju cause grande repercussão, a sociedade será capaz de influenciar nas decisões sobre o estabelecimento de bases militares na ilha".

    Mais:

    EUA não excluem aplicação de força contra Coreia do Norte
    Tags:
    base militar, arma, USS Zumwalt, Marinha, China, EUA, Coreia do Sul
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar