10:01 15 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Dalai Lama visitará região disputada entre chineses e indianos no próximo mês

    Autoridades indianas encontrarão Dalai Lama sob protestos de Pequim

    © AFP 2017/ SAUL LOEB / AFP
    Ásia e Oceania
    URL curta
    930

    O líder tibetano Dalai Lama se encontrará com autoridades federais da Índia em uma área disputada da fronteira com a China que está sob administração de Nova Deli. Segundo Pequim, essa visita pode provocar sérios danos às relações já deterioradas entre os dois países.

    O encontro, marcado para o próximo mês, acontecerá no estado de Arunachal Pradesh, uma das grandes regiões disputadas entre chineses e indianos. Nesse território, que a China afirma fazer parte do Tibete do Sul, o Dalai Lama terá reuniões com o objetivo de legitimar as reivindicações da Índia sobre a área. 

    Para Pequim, o Dalai Lama é apenas um separatista que aumentará as tensões bilaterais em um momento de grande desacordo entre China e Índia, com os indianos demonstrando cada vez mais indignação diante da aproximação entre chineses e paquistaneses. 

    Nesta sexta-feira, o Ministério das Relações Exteriores da China se manifestou duramente contra essa viagem do Dalai Lama, mandando um recado claro para os indianos. 

    "O convite feito ao Dalai Lama pela parte indiana para visitar uma área disputada por China e Índia infligirá graves danos à relação bilateral e à paz e estabilidade na fronteira entre a China e a Índia", afirmou o porta-voz da chancelaria, Geng Shuang. 

    Mais:

    China fica insatisfeita com visita de embaixador dos EUA à área disputada com a Índia
    China reage a encontro de Barack Obama com o Dalai Lama
    Tags:
    Geng Shuang, Dalai Lama, Pequim, Nova Deli, Arunachal Pradesh, Tibete, China, Índia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik