21:05 22 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Ilhas Curilas, área de disputa histórica entre a Rússia e o Japão

    Japão não tem motivos para protestar contra envio de divisão para as Ilhas Curilas

    © Sputnik/ Alexander Liskin
    Ásia e Oceania
    URL curta
    461658142

    O Japão não tem nenhumas razões, nem legais nem políticas, para protestar contra os planos da Rússia de implantar forças militares nas Ilhas Curilas, disse à Sputnik o presidente do Comitê de Assuntos Internacionais do Conselho da Federação Konstantin Kosachev.

    Anteriormente, o governo japonês havia enviado através dos canais diplomáticos uma nota de protesto à Rússia devido aos planos de envio de divisões militares para as Ilhas Curilas em 2017.

    O ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, falando na Duma de Estado da Rússia na quarta-feira (22), disse que a entidade espera "terminar neste ano a instalação de três divisões na fronteira ocidental e sudoeste".

    Em particular, ele ressaltou que "está continuando o trabalho ativo em matéria de proteção das Ilhas Curilas", onde neste ano "deve ser instalada uma divisão".

    "São protestos rituais que não introduzem novos elementos no já complicado diálogo russo-japonês. Não há razões para nenhum protesto — nem legais nem políticas," disse Kosachev.

    Segundo ele, a Rússia garante legalmente a sua segurança no seu próprio território, e, além disso, sublinhou, ela faz isso tendo em conta as ações de outras potências regionais, "que nem sempre são claras nem previsíveis".

    Mais:

    Kremlin: informações sobre entrega das Curilas ao Japão não correspondem à realidade
    Premiê japonês: atividade da Rússia e Japão nas Curilas vai contribuir para tratado de paz
    Tags:
    divisão, Conselho de Segurança da Rússia, Duma de Estado, Sputnik, Konstantin Kosachev, Sergei Shoigu, Ilhas Curilas, Japão, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik