12:32 23 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    0161
    Nos siga no

    Rússia e China devem apoiar uma à outra no contexto das condições de indeterminação das relações internacionais, disse o ministro do Exterior chinês, Wang Yi, durante o encontro com o seu homólogo russo, Sergei Lavrov, durante a reunião ministerial do G20 na cidade alemã de Bonn.

    "Sob as condições de incerteza nas relações internacionais, a China e a Rússia devem se apoiar", disse ele.

    O clima entre os dois chefes da diplomacia chinesa e russa foi amistoso durante a reunião em Bonn. Wang disse que estava feliz em se reunir com "velhos amigos" e destacou o "caráter especial" das relações com a Rússia.

    Enquanto isso, o chanceler russo, manifestou-se satisfeito com a oportunidade de conhecer o seu homólogo chinês. Lavrov felicitou o colega pela passagem do Ano Novo chinês.

    Os dois países são as principais potências na região asiática e possuem vários acordos de cooperação, sobretudo na área militar (sendo as colaborações mais recentes a venda sistemas antiaéreos e de caças russos a Pequim) e de integração regional. Ambos os países também são parceiros no âmbito dos BRICS.

    Mais:

    Especialista: forças estratégicas nucleares da China se aproximam do nível da Rússia e EUA
    OTAN não é bem-vinda: Rússia e China podem garantir neutralidade militar da Sérvia?
    Rússia e China constroem juntas estações de monitoramento espacial
    Tags:
    Pequim, China, Rússia, Bonn, Alemanha, Wang Yi, Sergei Lavrov, BRICS, Cúpula do G20
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar