14:47 21 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    24341
    Nos siga no

    O ministro das Relações Exteriores chinês, Wang Yi, aconselhou Washington a “refrescar na memória” a história da Segunda Guerra Mundial, após as declarações dos EUA sobre as ilhas disputadas entre China e Japão.

    Anteriormente, o secretário de Estado norte-americano, Rex Tillerson, confirmou a disposição da nova administração de cumprir as obrigações quanto à defesa do Japão, incluindo nas ilhas do arquipélago Senkaku (Diaoyu) no mar da China Oriental, destacando que o arquipélago "encontra-se sob a jurisdição do Japão e na região em questão é vigorado o Tratado de Mútua Cooperação e Segurança" entre EUA e Japão.

    "Eu quero fazer uma sugestão aos amigos norte-americanos: refresquem na memória a história da Segunda Guerra Mundial", respondeu Wang Yi ao ser perguntado por jornalistas sobre a possibilidade de conflito entre China e EUA no mar do Sul da China.

    Segundo Wang Yi, as declarações de 1943 e 1945 tratam-se da devolução das terras ocupadas pelo Japão, incluindo as ilhas Spratly no mar do Sul da China

    O chefe da diplomacia chinesa adicionou que, em 1946, a China devolveu o controle das ilhas Spratly, com ajuda dos EUA. Ele destacou que mais tarde, uma parte das ilhas foi apreendida ilegalmente por alguns países, o que resultou nas tensões. 

    Ao mesmo tempo, Wang Yi frisou que os problemas do mar do Sul da China devem ser resolvidos através de consultas e diálogo. Já os países que não fazem parte do conflito devem se esforçar para manter estabilidade e paz.

    Mais:

    Japão 'pacifista' lança satélite militar de comunicações de zona próxima da China
    De olho na China, Japão e Indonésia aprofundam acordos marítimos
    O que está por trás do envio dos F-35 norte-americanos ao Japão?
    Tags:
    Wang Yi, Mar da China Oriental, Mar do Sul da China, Ilhas Senkaku, Ilhas Spratly, EUA, Japão, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar