02:45 21 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Praça da Paz Celestial, Pequim, China.

    'Às vezes, temos pontos de vista diferentes aos dos EUA': Pequim comenta discurso de Obama

    liondw
    Ásia e Oceania
    URL curta
    5131
    Nos siga no

    As questões de influência mundial devem ser definidas pela comunidade internacional, não por um só país, afirmou o representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da China, Lu Kang, na quarta-feira (11).

    Anteriormente, o presidente norte-americano, Barack Obama, durante seu último discurso como presidente, referiu-se à Rússia e à China como adversários dos EUA. Segundo Obama, rivais como Rússia e China não podem ser comparados com a influência mundial norte-americana.

    "Em primeiro lugar, às vezes, temos pontos de vista diferentes aos dos EUA. Somos sempre fiéis à democracia e às relações internacionais. Se levarmos em consideração as relações com outros países, focamos em como podemos contribuir para a comunidade internacional ao longo do desenvolvimento [das relações]", disse Lu Kang.

    "Se considerarmos questões de influência, segundo a lógica dos cidadãos chineses, a influência pertencida pelo país nas relações internacionais deve ser definida pela maioria da comunidade internacional, não deve ser definida de forma independente", adicionou o representante da diplomacia chinesa.

    Barack Obama deixa a Casa Branca no dia 20 de janeiro, quando Donald Trump assumirá a presidência dos EUA.

    Mais:

    Presente de despedida de Obama
    Pesquisa revela o que militares americanos acham de Obama
    'DJ Barack': Obama recebe oferta de emprego para quando sair da Casa Branca
    Tags:
    comunidade internacional, Barack Obama, Lu Kang, EUA, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar