21:37 25 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Projeto do quebra-gelo chinês H2560

    Por que China constrói quebra-gelo polar?

    © Foto : Aker Arctic
    Ásia e Oceania
    URL curta
    1140

    A construção de um novo quebra-gelo polar para o Instituto de Pesquisa Polar da China, que se irá juntar ao navio semelhante Xuelong (Dragão de Neve), desperta um interesse significativo.

    Os especialistas explicaram, em entrevista à Sputnik China, por que esse projeto é muito importante para a crescente influência global da China no mundo.

    O especialista militar russo Vasily Kashin frisou, que "primeiramente, é importante destacar que a China sempre realizou a construção em série de quebra-gelos destinados à navegação no mar de Bohai e que completam a Frota Norte do Exército Popular de Libertação da China".

    "Neste momento a China só tem um quebra-gelo polar especializado — o XueLong", aponta o especialista.

    "Já muitos anos que vários países prestam atenção considerável às pesquisas polares, incluindo aqueles que não têm territórios no Ártico e na Antártida. Tais pesquisas são muito importantes para diferentes ciências e podem ter um efeito econômico significativo. A China é muito ativa nessa área e tem quatro estações de pesquisas na Antártida, dois dos quais são usados durante todo o ano", explicou Vasily Kashin.

    O especialista militar russo acrescentou que "a realização das pesquisas é difícil se um país não tiver seu próprio quebra-gelo. Hoje muitos países têm quebra-gelos próprios. Por exemplo, o Japão tem o excelente quebra-gelo Shirase que foi construído em 2008. Ele é maior e mais moderno do que o XueLong chinês. Assim, é provável que o prestígio desempenhe um certo papel na decisão chinesa de construir um novo quebra-gelo".

    Consequentemente, para responder às ambições da China como poder marítimo, a construção de um novo quebra-gelo mais potente é natural.

    O especialista chinês e chefe do centro das pesquisas da região polar da Agência Nacional da Oceanografia refere o fato que "o navio Xuelong (Dragão de Neve) foi construído na Ucrânia em 1993, no mesmo ano ele foi importado para a China. Depois disso, o quebra-gelo foi modernizado duas vezes de acordo com as necessidades e exigências do país".

    "Nos últimos 20 anos a China explorou os Polos Sul e Norte usando esse navio. Mas na verdade esse quebra-gelo comum não é suficientemente potente devido à sua pouca potência que não permitem o navio abrir caminho em lençóis de gelo flutuante", destacou o chefe do centro de pesquisas da região polar.

    Homem tira fotografia do quebra-gelo chinês Xuelong (Dragão de Neve)
    © AFP 2019 / STR
    Homem tira fotografia do quebra-gelo chinês Xuelong (Dragão de Neve)

    O especialista também sublinhou que é "evidente que todas essas razões forçaram a China a construir um novo quebra-gelo".

    "A China nunca teve experiência na área da construção de quebra-gelos, mas em 2009 o projeto de construção foi aprovado pelo governo e em 2012 começou sua construção. Todas as caraterísticas do novo quebra-gelo prometem ser de alto nível. Além disso, ele terá laboratórios e os equipamentos mais modernos para realizar diferentes pesquisas", sublinhou.

    Mais:

    Rosneft fornecerá mais 56 milhões de toneladas de petróleo à China até 2024
    Primeira brigada de polícia da China pratica snowboard (FOTOS)
    China estreia veículo lançador de combustível sólido
    China testa avião a hidrogênio
    Será que China elaborou novo tanque leve secreto? (FOTOS)
    Tags:
    modernização, influência, pesquisas, crescimento econômico, exploração, construção, quebra-gelo, Exército Popular de Libertação, Antártida, Antártica, Polo Norte, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar