13:25 18 Janeiro 2018
Ouvir Rádio
    John Kirby, porta-voz do Departamento de Estado dos EUA

    Departamento de Estado dos EUA: manobras navais russo-filipinas não são problema

    © AP Photo/ Susan Walsh, File
    Ásia e Oceania
    URL curta
    10152

    Os EUA não se opõem aos possíveis exercícios navais da Frota do Pacífico da Marinha russa com a Marinha filipina, informou o porta-voz do Departamento de Estado dos EUA John Kirby na terça-feira (03).

    Esse anúncio foi feito após a chegada do destróier russo Admiral Tributs e do petroleiro Boris Butoma às Filipinas, na terça-feira, com objetivo de participarem de manobras navais com quatro dias de duração.

    "Acho que vou permitir aos governos filipino e russo falarem ao nível das suas relações bilaterais na área da defesa", frisou Kirby.

    O representante oficial norte-americano acrescentou que "as relações exteriores não são binárias":

    "Essas escolhas que os países precisam fazer não são escolhas binárias, e cada nação tem o direito de desenvolver as relações bilaterais que escolher", informou Kirby aos jornalistas durante um briefing.

    Ao mesmo tempo, o porta-voz do Departamento de Estado dos EUA acrescentou que, caso aconteçam, as manobras "não afetarão a forma como vemos a importância das nossas relações bilaterais com as Filipinas".

    Em outubro do ano passado, o presidente filipino Rodrigo Duterte informou que seu país poderia construir uma aliança com a Rússia e a China nas áreas da economia e defesa. Mais tarde, em 20 de novembro de 2016, Duterte anunciou que enviará à Rússia o chanceler e o ministro da Defesa do seu país no âmbito dos preparativos para sua visita a convite do presidente russo Vladimir Putin.

    Mais:

    Aviso de tufão nas Filipinas obriga 400 mil a deixarem a residência
    Presidente das Filipinas ameaçou ‘colocar fogo na ONU’
    Tags:
    briefing, petroleiro, destroier, manobras navais, Departamento de Estado dos EUA, Vladimir Putin, Rodrigo Duterte, John Kirby, China, Filipinas, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik