19:48 15 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Taipei, Taiwan

    Taiwan lamenta que São Tomé decida cortar laços diplomáticos

    © flickr.com/ Alex Lin
    Ásia e Oceania
    URL curta
    752

    País africano aderiu ao princípio da "China Única", reconhecendo Pequim como soberana sobre todo o território chinês.

    O ministro das Relações Exteriores de Taiwan, David Lee, lamentou que São Tomé decida encerrar os laços diplomáticos com a ilha auto-governada e disse que Taiwan não se envolverá em "diplomacia do dólar".

    "Taiwan não conseguiu satisfazer a pequena escassez financeira da nação da África Ocidental", provocou Lee em entrevista coletiva em Taipei.

    O Ministério das Relações Exteriores da China expressou apoio à decisão, em um período turbulento para as relações entre os dois países após uma ligação entre o presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump e a presidente de Taiwan, Tsai Ing-wen.

    O país, porém, não disse se normalizará as relações diplomáticas com São Tomé e Príncipe (a China não mantém relações com as nações que reconhecem a soberania de Taiwan).

    Mais:

    China apresenta 'protesto diplomático' após ligação entre Trump e presidente de Taiwan
    Trump conversa com presidente de Taiwan sob risco de 'raiva' chinesa
    General chinês pretende solucionar questão de Taiwan por meio da força
    Tags:
    Ministério das Relações Exteriores de Taiwan, Tsai Ing-wen, Donald Trump, David Lee, São Tomé e Príncipe, Taiwan, China, África Ocidental
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik