17:06 14 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Equipamento militar da Coreia do Norte

    Cientistas: Coreia do Norte afinal não realizou testes nucleares em 2010

    © REUTERS/ KCNA
    Ásia e Oceania
    URL curta
    629

    Os cientistas americanos fizeram mais uma análise de abalos sísmicos fracos ocorridos em 12 de maio de 2010 na Coreia do Norte, chegando à conclusão de que esses foram provocados por um terremoto real e não pelos testes nucleares.

    É isso que aponta a revista Bulletin of the Seismological Society of America.

    Paul Richards, cientista da Universidade de Columbia em Nova York, EUA, revela mais detalhes:

    "Aprendemos a monitorar as explosões nucleares subterrâneas ainda nos anos 50 do século passado, e hoje somos capazes de acompanhar até os abalos fracos e pouco perceptíveis com alta precisão, algo que não era possível 30 anos atrás e mesmo dez anos atrás".

    Richards destaca que nunca será possível alcançar a precisão absoluta de medições. No entanto, segundo ele, atualmente os especialistas conseguem "descobrir vestígios mesmo de bombas nucleares mais fracas desenvolvidas por potências nucleares 'clandestinas'".

    Em meados de maio de 2010 a mídia internacional divulgou rumores sobre mais um teste nuclear da Coreia do Norte, que se proclamou si mesma potência nuclear em 2006 e que testou pelo menos duas bombas atômicas em 2006 e 2009. Nesse ano, as estações meteorológicas russas e japonesas, supostamente, registraram um aumento do nível de radionuclídeos na atmosfera.

    Posteriormente os sismólogos observaram abalos fracos provenientes da Península Coreana, o que levou os especialistas a acreditar que a Coreia do Norte poderia ter realizado um terceiro teste nuclear.

    Há um ano, os cientistas chineses abriram uma nova página em torno do "evento de maio de 2010" ao anunciar que a Coreia do Norte realmente fez explodir a bomba nuclear.

    No entanto, os cientistas revelam que as ondas formadas por um terremoto e por uma explosão nuclear têm natureza bem diferente. Essa diferença pode ser verificada até mesmo com abalos fracos. Assim, Richards e sua equipe científica constataram que o que ocorreu em 2010 foi um simples terremoto e não uma explosão nuclear.

    Mais:

    EUA ameaçam punir a China por negócios ilícitos com a Coreia do Norte
    Por que sanções contra Coreia do Norte não fazem tanto sentido como contra Irã?
    Tags:
    explosão nuclear, abalo sísmico, ondas, terremoto, teste nuclear, Universidade de Columbia, Nova York, EUA, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik