17:08 20 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Uma bandeira nacional chinesa vibra no vento entre um complexo residential de grande altura e do escritório em Beijing, China (foto arquiva)

    China quer alcançar acordo comercial multilateral excluindo EUA

    © AP Photo / Andy Wong
    Ásia e Oceania
    URL curta
    24252

    A China vai tentar alcançar um acordo comercial multilateral excluindo intencionalmente os Estados Unidos, de acordo com a secretária do Comércio dos EUA, Penny Pritzker.

    A China visa conseguir um acordo comercial multilateral que intencionalmente exclui os Estados Unidos, informou a secretária do Comércio dos EUA, Penny Pritzker, em um fórum no Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais em Washington.

    "A China… disse que vai perseguir o alcance de um acordo comercial multilateral e o objetivo é manter os Estados Unidos fora", disse Pritzker na quinta-feira (15). "Isso não é bom para os trabalhadores americanos, isso não é bom para a economia americana, isso não é bom para o poder americano."

    Pritzker enfatizou a necessidade de ratificar o acordo comercial da Parceria Trans-Pacífico (TPP) para construir e fortalecer a economia americana, alegando que afastar-se desta parceria só fortalecerá a China.

    Ela observou que 95 por cento dos clientes e consumidores estão fora dos Estados Unidos e acrescentou que a classe média que mais rapidamente cresce está na região da Ásia-Pacífico.

    A administração Obama se comprometeu a obter o acordo ratificado antes de deixar o cargo no próximo mês, mas o Senado provavelmente não votará o TPP até lá.

    A eleição de Donald Trump como presidente dos EUA no mês passado provocou incerteza no destino do acordo. Trump ameaçou repetidamente abandonar o TPP, na linha com seu desejo de priorizar o desenvolvimento econômico doméstico em vez do comércio global.

    Mais:

    China instala sistemas antimíssil no mar do Sul da China, mas isso 'não é militarização'
    Embaixador da China nos EUA: 'Soberania não é uma moeda de troca'
    EUA mais uma vez perdem status de 'maior economia' para a China
    Tags:
    administração, comércio, Donald Trump, Barack Obama, Washington, EUA, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik