09:29 22 Fevereiro 2018
Ouvir Rádio
    Militares indianos tomam posições em um telhado de um edifício fora da base aérea indiana em Pathankot, 430 quilômetros (267 milhas) ao norte de Nova Deli, India, sábado, 2 de janeiro de 2016

    Paquistão pronto para investigar com a Índia ataques terroristas

    © AP Photo/ Channi Anand
    Ásia e Oceania
    URL curta
    0 0 0

    O Paquistão está interessado na discussão e investigação conjunta com a Índia dos ataques terroristas, disse o vice-ministro das Relações Exteriores do Paquistão, Tasneem Aslam, à Sputnik.

    Um grupo de indivíduos vestidos de camuflagem invadiu a base aérea de Pathankot, na região de Punjab, perto da fronteira com o Paquistão, no dia 2 de janeiro, levando a Índia a pedir ao vizinho Paquistão que tomasse medidas.

    "Nós também temos interesse em discutir os atos terroristas. A Índia diz que por trás do ataque em Pathankot estiveram paquistaneses não ligados ao Estado. Nós temos cooperado… Então compartilhem as evidências conosco, vamos investigar, vamos ajudar", disse Aslam.

    Ela acrescentou que o Paquistão enviou uma equipe de investigação conjunta para a base aérea de Pathankot, mas a Índia não permitiu que a equipe falasse com as testemunhas oculares.

    "A menos que nós tenhamos evidências, como poderemos tomar medidas?", acrescentou Aslam.

    No entanto, o Paquistão e a Índia suspenderam os contatos ao nível dos chefes das operações militares, disse Aslam.

    "Não há [contatos] a nenhum nível oficial. Anteriormente, houve um ou dois contatos entre comandantes das operações militares", disse Aslam.

    O vice-ministro das Relações Exteriores também disse que os comandantes da operação militar deveriam se reunir uma vez por semana, mas acrescentou não ter a certeza se o fazem atualmente.

    De acordo com Aslam, a linha telefônica ainda existe para situações de emergência e os comandantes militares locais das duas partes fazem reuniões para discutir a situação.

    "Temos vários níveis de medidas de fortalecimento da confiança neste momento", disse Aslam.

    A relação entre os dois países é extremamente tensa em grande parte devido a uma disputa sobre a região de Caxemira que começou depois da divisão da Índia em 1947. Islamabad e Nova Delhi passaram por três guerras sobre a região, mas o conflito não foi resolvido.

    Mais:

    Damasco condena ataques terroristas contra hospital móvel russo em Aleppo
    'Estado de emergência não diminuiu ataques terroristas na França', diz especialista
    Kerry: se Rússia suspender os ataques será possível separar oposição dos terroristas
    Moscou condena ataques químicos realizados por terroristas em Aleppo
    Tags:
    ato de terror, base aérea, Ministério das Relações Exteriores, Sputnik, Pathankot, Punjab, Índia, Paquistão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik