13:07 11 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Melbourne, Austrália

    Refugiados serão abrigados no Parlamento da Austrália?

    © Foto: Pixabay
    Ásia e Oceania
    URL curta
    0 12

    Cerca de 40 ativistas, defensores do fechamento dos campos de refugiados nas ilhas remotas da Oceania, interromperam uma reunião do Parlamento da Austrália, disse o canal de televisão ABC.

    Os manifestantes invadiram as áreas destinadas à imprensa e aos visitantes do Parlamento da Austrália aos berros: "Fechem o acampamento", "Tragam [os refugiados] para aqui". Como resultado, o primeiro-ministro Malcolm Turnbull foi forçado a deixar o local.

    "Estamos aqui hoje, pois vocês se tornaram líderes mundiais cruéis!", gritaram os manifestantes.

    De acordo com o canal, alguns ativistas, como forma de protesto, ameaçaram se jogar da escada do prédio. Depois de meia hora do início da ação, a equipe de segurança conseguiu conter os manifestantes, retirando-os do salão.

    Austrália segue com política muito rigorosa sobre os refugiados que chegam ao seu território. Quando requerentes de asilo são capturados na costa do continente, eles são enviados de volta ou para o pequeno estado de Nauru, localizado em uma das ilhas da Oceania, ou para a ilha de Manus, em Papua Nova Guiné. Em 31 de outubro, o número de refugiados em Manus correspondia a 872 pessoas, em Nauru — 390.

    Mais:

    Turquia ameaça abrir fronteiras da Europa para refugiados
    Refugiados: futuro secretário-geral da ONU critica Europa
    Bote vira no Mediterrâneo e 100 refugiados vindos da Líbia estão desaparecidos
    Tags:
    manifestantes, refugiados, ABC, Parlamento, Malcolm Turnbull, Nauru, Oceania, Austrália
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik