13:02 24 Abril 2019
Ouvir Rádio
    Samsung

    Samsung é investigada por corrupção

    © REUTERS / Kim Hong-Ji/
    Ásia e Oceania
    URL curta
    270

    Autoridades da Coreia do Sul realizaram uma busca na sede da Samsung por suspeitas de envolvimento no grande esquema de corrupção denunciado no país nos últimos dias, segundo informou a mídia local nesta terça-feira.

    Os promotores suspeitam que a empresa teria prestado favores financeiros a Choi Soon-sil, amiga e conselheira da presidente Park Geun-hye que está sendo acusada de fraude e possível envolvimento indevido em assuntos de Estado. 

    De acordo com a agência de notícias Yonhap, a Samsung poderia ter pago cerca de 3 milhões de dólares para uma companhia administrada por Choi para financiar o treinamento equestre de sua filha. 

    No último dia 24, a imprensa sul-coreana afirmou que Choi Soon-sil, amiga de longa data e assistente espiritual de Park, teria recebido rascunhos de discursos e outros documentos presidenciais que poderiam conter informações confidenciais, mesmo sem nunca ter exercido oficialmente um cargo público. A revelação causou uma grande onda de protestos no país, levando muitas pessoas a pedir a renúncia da presidente, que, segundo elas, poderia estar sob influências obscuras, uma vez que Choi é filha de um importante líder xamânico da Coreia do Sul, que foi mentor da presidente durante muitos anos.

    Park também é suspeita de levantar fundos para duas organizações não governamentais do país, que, em última instância, acabaram indo parar nas contas de Choi Soon-sil.

    Mais:

    Comandante dos EUA na Coreia do Sul define prazo para instalação do THAAD
    Coreia do Sul treina resposta a provocações da Coreia do Norte
    Coreia do Sul prepara forças especiais para possível guerra com Pyongyang
    Tags:
    corrupção, Samsung, Yonhap, Choi Soon-sil, Park Geun-hye, Coreia do Sul
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar