04:29 09 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Veículo militar transporta drone de combate chinês na parada militar em hominagem aos 70 anos da vitória na Segunda Guerra Mundial, Pequim, 3 de setembro de 2015

    'China progride no palco político usando drones'

    © AFP 2019 / GREG BAKER
    Ásia e Oceania
    URL curta
    14190
    Nos siga no

    Durante a 11ª edição de show aéreo internacional, realizado em Zhuhai, China apresenta seu novo drone CH-5, de acordo com a mídia chinesa.

    O CH-5, criação da corporação CASC (China Aerospace Science and Technology Corporation), atinge grandes altitudes, mantém voo por muito tempo, consegue transportar armas e é o drone mais pesado da China. O especialista militar russo, Vasily Kashin, falou à Sputnik China sobre as capacidades da novidade chinesa.

    Segundo ele, a novidade apresentada pela China durante o evento realizado em Zhuhai confirma a liderança chinesa na área de produção de drones de combate.

    Os drones produzidos pela corporação CASC são exportados há anos para a África do Norte, assim como para o Oriente Médio, onde são utilizados em operações militares. O novo drone CH-5 se diferencia das versões anteriores por sua duração de voo. Modelos básicos podem voar até 40 horas sem parar. Já os modelos mais modernizados do CH-5 conseguem manter voo durante 130 horas. Durante voo, o veículo pode alcançar uma distância de mais de 6,5 mil km e transportar carga militar de mais de 900 kg.

    Quando interligados a sistemas de controle, o CH-5 pode se tornar um meio eficiente de luta contra rebeldes. O especialista acrescenta ainda que a luta contra movimentos de rebeldes, com efeito, é um tipo de combate principal do tempo contemporâneo. Drones chineses são os preferidos, quando comparados aos norte-americanos, dos países do Oriente Médio, África do Norte e Ásia Central.

    Além dos contratos de compra de drones norte-americanos serem repletos de empecilhos, os EUA introduzem muitas condições jurídicas durante negociações. Vale ressaltar que os drones chineses estão quase que no mesmo nível tecnológico, quando comparados aos norte-americanos, e são mais baratos.

    Kashin frisa que a capacidade chinesa de exportar drones de combate de boa qualidade é um instrumento político muito eficiente. A China pode oferecer drones táticos para reconhecimento de artilharia e veículos complexos equipados com tecnologia furtiva, por exemplo, CH-805.

    Tais drones podem ser usados durante ataques contra veículos voadores furtivos ou servir como base para sistemas de reconhecimento. A China está elaborando também drones pesados estratégicos como Global Hawk norte-americanos que terão importância nas ações sobre o oceano Pacífico. Assim, concluiu Kashin, a China avançará em todas as direções do mercado global de drones.

    Mais:

    Helicóptero inteligente russo Mi-28NM é capaz de interagir com drones (VÍDEO)
    Coalizão dos EUA: Daesh começa usando drones para fins militares
    Índia espera acordar compra de drones com EUA antes da saída de Obama
    Centro da África atrai drones dos EUA
    Tags:
    equipamento militar, exportação, defesa, drones, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar