18:29 23 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Presidente filipino, Rodrigo Dutere em Tóquio

    Presidente filipino: quero que tropas estrangeiras saiam do meu país

    © REUTERS/ Kim Kyung-Hoon
    Ásia e Oceania
    URL curta
    141189112

    Filipinas ficarão livres da presença militar estrangeira nos próximos dois anos, afirmou o presidente filipino, Rodrigo Duterte.

    "Durante os próximos dois anos, o meu país será liberado da presença de tropas estrangeiras. Eu quero que elas saiam", disse Duterte citado pelo canal televisivo TBS.

    Na véspera, o líder filipino iniciou sua primeira visita ao Japão.

    Antes, o presidente filipino anunciou que está na hora de seu país se despedir dos EUA, mas depois suavizou sua retórica declarando que as Filipinas não podem romper as relações com os americanos, mesmo precisando de "se desligar da política externa" norte-americana.

    Rodrigo Duterte assumiu a presidência das Filipinas em 30 de junho deste ano. O presidente das Filipinas é a favor do combate em grande escala contra os consumidores de drogas, bem como contra os traficantes. Anteriormente, a agência Reuters destacou que desde o início da sua presidência foram mortas cerca de 900 pessoas ligadas às drogas.

    Mais:

    Líder filipino é contra qualquer presença militar estrangeira no país
    Presidente filipino nega querer romper laços com EUA
    Presidente filipino: mar do Sul da China é nosso
    Ministério da Defesa filipino: país pode prescindir da ajuda militar americana
    Tags:
    tropas estrangeiras, presença militar, Rodrigo Duterte, Filipinas
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik