17:34 28 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    35422
    Nos siga no

    As Filipinas poderão realizar exercícios militares conjuntos com Rússia e China.

    O respectivo anúncio foi feito pelo presidente filipino, Rodrigo Duterte, ao canal de televisão de Hong Kong Phoenix.

    "Sim, vou realizá-los. Já dei bastante tempo aos EUA para 'brincarem' com os soldados filipinos", declarou Duterte.

    As manobras militares conjuntas das Filipinas e EUA decorreram entre 4 e 12 de outubro com objetivo de praticar desembarque naval e tiros.

    Quando questionado se essas manobras dos dois países serão as últimas, Duterte respondeu o seguinte:

    "Sim, esses serão os últimos exercícios. Assim foi previsto", anunciou.

    Segundo ele, os EUA não fornecem às Filipinas armas necessárias, inclusive mísseis.

    Duterte espera que a China possa providenciar armas às Filipinas para fins antiterroristas.

    "Se a China não nos ajudar nisso, enfrentaremos muitas dificuldades na luta contra o terrorismo", declarou o presidente filipino.

    Mais:

    Presidente das Filipinas continua injuriando líderes mundiais
    Pentágono destaca profundidade das relações com as Filipinas
    Tags:
    combate ao terrorismo, soldados, manobras, exercícios militares, Rodrigo Duterte, Filipinas, China, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar