00:29 13 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    2100
    Nos siga no

    O líder das Filipinas, Rodrigo Duterte, declarou que durante uma reunião na cúpula da ASEAN, no Laos, em setembro, o primeiro-ministro russo, Dmitry Medvedev, apoiou sua opinião quando ele manifestou seu descontentamento com as ações dos EUA, informa a agência Reuters.

    "Encontrei-me com Medvedev e agora estou contando sobre isso a vocês. Eu disse para ele: 'A situação é a seguinte: eles estão brincando comigo, não me respeitam e são imprudentes'. Ele me respondeu: 'Realmente, os americanos são assim mesmos. Ajudaremos vocês'", comunica a agência citando Duterte.

    Porém, o presidente filipino não revelou os detalhes da conversa.

    Rodrigo Duterte não se mostra preocupado quanto às expressões dirigidas por ele aos líderes mundiais. Vale lembrar que na véspera da cúpula do G20, realizada na China, ele xingou o presidente norte-americano, Barack Obama, de "filho da p…". Após isso ele chamou de "estúpido" o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, devido a violações dos direitos humanos. Para finalizar, o presidente filipino ofendeu o Papa Francisco e o embaixador dos EUA em Manila.

    Mais:

    Filipinas planejam reavaliar exercícios militares conjuntos com EUA
    Presidente das Filipinas promete 'atravessar o Rubicão' dos EUA para a Rússia e a China
    Tags:
    violações, americanos, cúpula, direitos humanos, Associação de Nações do Sudeste Asiático (ASEAN), G20, ONU, Rodrigo Duterte, Papa Francisco, Ban Ki-moon, Dmitry Medvedev, Barack Obama, Laos, Manila, Filipinas, China, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar