08:56 19 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    5 0 0
    Nos siga no

    A Malásia confirmou nesta quinta-feira (15) que um grande fragmento oriundo de destroços de avião descoberto na ilha de Pemba, ao largo da costa da Tanzânia, em junho desse ano, pertencia de fato à aeronave da Malaysia Airlines MH370, que desapareceu em março de 2014 com 239 pessoas a bordo.

    A busca de mais de dois anos descobriu poucos vestígios da aeronave, um Boeing 777 que sumiu dos radares logo depois de decolar de Kuala Lumpur, capital da Malásia, com destino a Pequim. 

    Os destroços encontrados serão examinados mais detalhadamente pelos especialistas que procuram qualquer indício sobre as circunstâncias da tragédia. 

    Além dos fragmentos na costa da Tanzânia, os investigadores já confirmaram anteriormente a descoberta de restos do avião na ilha francesa de Réunion, em julho de 2015. Além disso, investiga-se vários detritos achados nos litorais de Moçambique, África do Sul e na Ilha Rodrigues.

    Mais:

    Apresentada nova versão sobre desaparecimento de Boeing da Malaysia Airlines
    Possíveis destroços do MH370 são encontrados no sul da África
    Parentes das vítimas do voo MH370 pedem análise “imparcial” sobre destroços de avião
    Malásia confirma que destroço encontrado perto de Madagascar é do Boeing do voo MH370
    Tags:
    destroços, voo MH370, desaparecimento, MH370, Boeing 777, Malaysia Airlines, Tanzânia, Malásia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar