10:16 15 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Ilhas Curilas

    Mídia descobre qual é nova abordagem japonesa sobre ilhas Curilas

    © Sputnik / Alexander Liskin
    Ásia e Oceania
    URL curta
    882
    Nos siga no

    As autoridades japonesas estão prontas a assegurar o direito dos russos de viver nas ilhas Curilas, reclamadas por Tóquio, informou o jornal japonês Mainichi.

    Em maio, o primeiro-ministro japonês Shinzo Abe anunciou a "nova abordagem" relativamente à disputa territorial. Entretanto, até o último momento não estava claro o conteúdo da nova posição japonesa.

    O Japão insiste nos seus direitos sobre quatro ilhas – Kunashir, Shikotan, Iturup e Habomai. Ao mesmo tempo, Tóquio assegura o respeito dos direitos dos residentes locais. Tal posição das autoridades japonesas deve contribuir para concretizar as negociações sobre o prazo e condições de entrega.

    Espera-se que esta proposta seja discutida na cúpula bilateral em Vladivostok na sexta-feira (2), bem como nas negociações entre os vice-ministros das Relações Exteriores, que se realizam de dois em dois meses.

    Tóquio considera que, caso o assunto das ilhas Curilas seja resolvido, a Rússia, por seu turno, deve reconhecer o direito dos japoneses que viviam ali até 1945. Segundo o Mainichi, no governo japonês há, no entanto, quem considere que reconhecer o direito dos russos de viverem nas ilhas pode ser interpretado como o reconhecimento de fato das ilhas como território russo, o que contradiz a posição oficial de Tóquio.

    A publicação não informa sobre a reação russa a esta posição.

    Entretanto, o secretário-geral do governo japonês, Yoshihide Suga, desmentiu estas informações, dizendo que já teve conhecimento delas mas que não correspondem à realidade.

    A disputa territorial entre a Rússia e o Japão está ligada à reivindicação do Japão da soberania sobre as Ilhas Curilas de Iturup, Shikotan e Khabomai. O Japão considera estas ilhas como suas, baseando-se no Tratado de Comércio e Fronteiras de 1855. Após a Segunda Guerra Mundial, Tóquio não chegou a assinar um tratado de Paz com Moscou precisamente por causa destas ilhas.

    A Rússia afirma que estes territórios passaram a fazer parte da antiga União Soviética após a Segunda Guerra e que, sendo assim, a soberania russa sobre as ilhas não pode ser questionada.

    Mais:

    Caça japonês da Segunda Guerra Mundial encontrado nas Curilas russas
    Submarino americano da Segunda Guerra Mundial é encontrado nas Curilas russas
    Nova base militar russa nas Curilas 'mudará o equilíbrio militar' no Pacífico
    Revelados novos detalhes sobre a base naval nas Curilas
    Tags:
    posição, disputa territorial, acordo, Ilhas Curilas, Japão, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar