17:01 23 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Rodrigo Duterte, presidente das Filipinas

    Presidente filipino encoraja população a matar traficantes

    © REUTERS/ Erik De Castro
    Ásia e Oceania
    URL curta
    41372213

    O presidente filipino incentiva a população para ajuda-lo na luta contra o crime, encorajando os habitantes filipinos ao uso de armas para atirar e matar traficantes de drogas que resistirem à prisão ou que atacam as autoridades do país.

    Em discurso perante a uma enorme multidão no sul da cidade de Davao, transmitido em rede nacional na tarde do sábado (20), Rodrigo Duterte disse que recompensará os cidadãos que o ajudarem a combater o crime no país.

    "Por favor, sinta-se livre para nos contactar, ligar para a polícia, ou fazê-lo por si próprio, se tiver uma arma. Você tem meu apoio", disse Duterte.

    “Se um traficante de drogas resiste à prisão ou se recusa a ser levado a uma delegacia de polícia e ameaça um cidadão com uma arma ou uma faca, <…> mate-o e eu vou condecorar-lhe com uma medalha".

    Duterte, de 71 anos de idade, ganhou a eleição presidencial em 9 de maio. Durante sua campanha eleitoral, ele prometeu à nação de pôr fim no crime organizado e na corrupção num prazo de seis meses após o início de seu mandato, fazendo com que ele ganhasse popularidade entre os eleitores. Autoridades policiais acreditam que tal promessa é impossível de ser realizada em tão curto período.

    "Se você tem ligação às drogas, vou te matar, não leve isso como uma piada. Eu não estou tentando fazer você rir, filho da ****, eu realmente vou te matar", as palavras de Duterte causaram euforia no povo filipino que estavam no discurso.

    Organizações de direitos humanos se assustaram com discurso do presidente das Filipinas por acreditarem que tais declarações violam os direitos humanos.

    Mais:

    Presidente filipino sugere que a própria população mate os viciados em drogas
    Presidente filipino dá ultimato a funcionários ligados a tráfico de drogas
    Tags:
    criminalidade, traficantes, Rodrigo Duterte, Filipinas
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik