Mundo insólito
© AP Photo/ Daniel Chan

'Caçador de avião' afirma ter achado novas provas de que voo MH370 caiu na selva cambojana

URL curta

O "caçador de avião", Daniel Boyer, afirmou ter determinado o local onde o avião do voo MH370 foi derrubado, comunicou o jornal The Daily Star. Ele disse ter encontrado destroços do avião em uma selva a noroeste da capital do Camboja.

As imagens captadas via satélite, datadas de 2015, mostram pontos brancos espalhados entre as árvores onde teria acontecido a queda. O entusiasta tem certeza de que são destroços do avião desaparecido, já que o tamanho dos fragmentos corresponde ao tamanho das peças do avião.

Para confirmar a sua teoria, Boyer comprou imagens de satélite do mesmo lugar, feitas antes do desaparecimento misterioso do voo MH370. As fotos de 2008 e 2011 alegadamente mostram apenas a floresta intocada.

"Objetos do tamanho de uma casa parecidos com pedaços de avião não acabam sendo colocados a cinco milhas [oito quilômetros] de profundidade na selva por humanos, a menos, é claro, que isso tenha sido um acidente aéreo", concluiu Boyer, segundo o jornal.

Anteriormente, o entusiasta britânico, Ian Wilson, afirmou ter encontrado no Google Maps o local do acidente do avião malaio do voo MH370 desaparecido em 2014. Porém, uma semana depois de começar as buscas reais em solo, ele se viu obrigado a cessá-las por serem muito perigosas.

O voo MH370, que estava sendo efetuado por uma aeronave Boeing 777, desapareceu dos radares em março de 2014 com 227 passageiros e 12 tripulantes a bordo a caminho da capital malaia, Kuala Lumpur. A aeronave sumiu dos radares 40 minutos depois da decolagem, tornando-se um dos desaparecimentos mais misteriosos da aviação.

A operação de busca, financiada por governos de vários países e realizada após o desaparecimento, não conseguiu encontrar nenhum vestígio da aeronave.