Ciência e tecnologia
© flickr.com/ Stuart Rankin

Cientistas revelam 'passado violento' de asteroide parecido com nave extraterrestre

URL curta

Os cientistas da Universidade Queen’s em Belfast, Irlanda do Norte, chegaram à conclusão que o asteroide Oumuamua, que tem a forma que lembra um charuto, teve um "passado destrutivo", comunica o canal BBC.

Antes foi divulgado que o projeto Breakthrough Listen para busca de vida extraterrestre no Universo, do empresário russo Yuri Milner, começou estudando o asteroide Oumuamua. Os cientistas pretendem revelar se o asteroide é uma nave alienígena.

Os especialistas de Belfast estudaram como a luz se reflete da superfície do asteroide. Conforme os dados científicos, o asteroide gira não com uma periodicidade certa, mas caoticamente.

"Em tempos ele participou de uma colisão", declarou Wes Fraser da Universidade Queen’s. Segundo ele, vale supor que a colisão ocorreu no sistema estelar "natal" do asteroide.

Os cientistas não conseguiram determinar exatamente quando o Oumuamua colidiu com outro objeto, mas acham que a rotação do asteroide vai continuar ao menos por um bilhão de anos.

O Oumuamua foi descoberto em outubro de 2017 quando estava a uma distância 85 vezes superior à da Terra à Lua. O asteroide de 400 metros de comprimento tem uma forma alongada e lembra um charuto.

De acordo os dados do portal Universe Today, há a opinião que uma nave espacial interstelar pode ter tal forma, pois ajuda a minimizar os danos provocados por poeiras e gás interestelar, bem como permite a rotação da nave para criar gravidade artificial.