20:40 23 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    339
    Nos siga no

    Washington acredita que o melhor caminho a seguir é voltar ao acordo nuclear com o Irã e discutir formas de o reforçar, segundo Robert Malley, enviado especial norte-americano para o Irã.

    Deveria haver uma possibilidade de negociar um acordo "mais forte" do que o Plano de Ação Conjunto Global (JCPOA, na sigla em inglês), disse nesta quarta-feira (13) Robert Malley, enviado especial dos EUA para o Irã.

    Ele adicionou que se o Irã quiser ter mais do que o JCPOA, é preciso ter um outro acordo e discutir outras questões. Atualmente, os Estados Unidos possuem uma equipe diferente para o Irã que "afirma claramente que pretende fazer as coisas de forma diferente".

    Washington diz estar pronto para considerar todas as opções de como lidar com um mundo em que o Irã não voltou para os limites do acordo nuclear de 2015.

    "Estaremos preparados para nos ajustarmos a uma realidade diferente em que temos que lidar com todas as opções para abordar o programa nuclear do Irã se ele não estiver preparado para voltar às restrições", afirmou Malley, segundo Reuters.

    Há demais atenção sobre a data de retomada das negociações sobre o programa nuclear iraniano, enquanto o ponto-chave é se Teerã "voltará com um ponto de vista realista", de acordo com Malley.

    Mais:

    Irã não está 'nem perto' de obter armas nucleares, diz ex-chefe do Mossad
    Chefe da Marinha do IRGC afirma que 'EUA não têm lugar no golfo Pérsico'
    Jogos de guerra: Irã testa capacidades e prontidão de combate de suas forças (VÍDEO, FOTOS)
    Primeiro presidente do Irã, Abolhassan Banisadr morre aos 88 anos em Paris
    Tags:
    Irã, EUA, acordo nuclear, JCPOA, arma nuclear
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar