23:44 22 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    24311
    Nos siga no

    Jeremy Grantham, investidor britânico, afirmou que a atual subida do mercado acionário norte-americano é comparável com as bolhas de capitais de 1929 e 2000, que estouraram nesses anos.

    As ações financeiras dos EUA se encontram em uma bolha maior que a que estourou a Grande Depressão econômica de 1929, de acordo com Jeremy Grantham, famoso investidor do Reino Unido, citado na terça-feira (28) pela emissora CNBC.

    Ele disse que acabar com a bolha na bolsa de valores seria "como matar um vampiro" e observou que o mercado está tão confiante que ignora qualquer má notícia.

    "As taxas de juros começam a subir, eles encolhem os ombros. O Fed [Conselho da Reserva Federal, banco central dos EUA] começa a falar em retirar suas compras de títulos, eles encolhem os ombros", comentou Grantham.

    Segundo ele, a "bolha", que também comparou com a de "dotcom" em 2000, não pode continuar indefinidamente, então ele espera grandes quedas nos mercados de ações nos próximos meses, com o S&P 500 caindo 10% ou mais. Um forte sinal da confiança excessiva e da queda iminente do mercado de capitais é a popularidade das ações meme, das empresas de aquisição de propósito especial (SPAC, na sigla em inglês) e das criptomoedas, disse.

    O S&P 500, um dos índices de ações mais importantes dos EUA, subiu 16% até agora em 2021, e aumentou mais de 30% em 2020, informou na quarta-feira (29) o portal Business Insider.

    Mais:

    Por que investidores de Wall Street temem queda de ações sob presidência de Joe Biden?
    'Bolha insana': mercado de ações dos EUA é classificado como ameaça a bolsas de valores mundiais
    Estrategista financeiro: 'Isto é o início da maior crise financeira da história dos EUA'
    Tags:
    EUA, Reino Unido, Business Insider, FED, Sistema de Reserva Federal dos Estados Unidos, CNBC, Grande Depressão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar