20:07 16 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    247
    Nos siga no

    Três ex-presidentes norte-americanos – o republicano George W. Bush e os democratas Bill Clinton e Barack Obama – se uniram para apoiar os refugiados afegãos que se estabelecem nos Estados Unidos.

    Os ex-presidentes e suas mulheres fazem parte da organização Welcome.US (Bem-vindo aos Estados Unidos, em português), uma união de escritórios de advocacia, empresas dos EUA e diversos líderes, segundo Reuters.

    O projeto foi lançado nesta terça-feira (14) com um site que será "um ponto único de entrada" para tornar mais fácil para os norte-americanos doar dinheiro, hospedar famílias de refugiados pela plataforma Airbnb ou encontrar outras formas de ajudar, disse o copresidente do grupo, John Bridgeland, aos jornalistas.

    "Milhares de afegãos ficaram conosco na linha de frente para promover um mundo mais seguro e agora precisam de nossa ajuda", de acordo com o comunicado de Bush e sua mulher.

    Os organizadores declararam que ambos os partidos apoiaram a iniciativa para ajudar os refugiados do Afeganistão e até governadores republicanos e democratas fazem parte do grupo. Vários líderes estaduais e locais disseram estar dispostos a acolher os refugiados em suas comunidades.

    Welcome.US conta com apoio de mais de 280 pessoas e entidades, incluindo empresas como a Microsoft, Starbucks e Walmart, várias organizações sem fins lucrativas, grupos de veteranos e agências de reassentamento.

    Atualmente, a administração Biden está trabalhando para acomodar 50.000 refugiados em bases militares nos Estados Unidos. Outros permanecem em centros de processamento perto dos aeroportos norte-americanos aonde chegaram. Parte dos refugiados está em instalações dos EUA no exterior ou em terceiros países.

    Mais:

    Situação no Afeganistão volta a demostrar vulnerabilidade da União Europeia, afirma Borrell
    Pentágono: não foi possível confirmar identidades dos membros do Daesh mortos em ataque de drones
    Inteligência dos EUA admite maiores ameaças de terror no Iêmen, Síria, Iraque que no Afeganistão
    China exige que EUA respondam pela morte de civis em seu último ataque de drone no Afeganistão
    Tags:
    EUA, Afeganistão, refugiados, George W. Bush, Bill Clinton, Barack Obama, Joe Biden, presidente
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar