00:45 25 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    147
    Nos siga no

    A Guarda Costeira dos EUA faz seu maior esforço de construção naval desde a Segunda Guerra Mundial, modernizando sua frota e estabelecendo sua presença no Pacífico.

    A almirante Linda Fagan, vice-comandante da Guarda Costeira, disse que a expansão reforçaria o controle na região contra a pesca ilegal, não declarada e não regulamentada e também enfrentaria os "malfeitores".

    "A presença é importante. Ter os navios no mar é importante. Mas ter um regime regulamentar, ter a capacidade e potencialidade de aplicação é importante", afirmou Fagan durante a conferência Intercâmbio em Segurança Marítima do Indo-Pacífico, que decorre no Havaí nesta semana.

    "A Guarda Costeira dos EUA está empenhada com a região do Comando do Indo-Pacífico. Estamos no processo de nosso maior programa de construção naval desde a Segunda Guerra Mundial", revelou a almirante, citada pelo South China Morning Post.

    Mais de 100 embarcações foram comissionadas, incluindo 11 de segurança nacional, 25 de patrulha marítima, três de segurança polar e 64 de resposta rápida, que são capazes de navegar por mais de 16.000 quilômetros para realizar operações policiais, segundo Fagan.

    'Policiar a China'

    Comentando a situação, o vice-secretário-geral do think tank chinês Sociedade do Pacífico da China, Yu Zhirong, disse que a Guarda Costeira dos EUA poderia se ver como a polícia internacional do oceano, mas a legalidade de suas operações é questionável, porque os Estados Unidos não fazem parte da Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar.

    "Há uma grande probabilidade de que a Guarda Costeira dos EUA terá como alvo policiar a China. Os EUA aplicam à força suas normas contra a China, alegando que a China pode ter sobrepescado no Pacifico e que pretende tomar medidas contra isso", afirmou Yu.

    Mais:

    Conceito de novo drone de combate Loyal Wingman é revelado nos EUA (FOTO)
    Novo caça russo Checkmate 'é maior ameaça aos interesses ocidentais' do que J-10C chinês, diz portal
    Índia está insatisfeita com acordos de defesa firmados com EUA, indica analista
    Exercícios militares da China no Tibete são 'aviso' para a Índia, diz especialista
    Tags:
    Guarda Costeira dos EUA, EUA, Segunda Guerra Mundial, Pacífico, construção naval, mar, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar