03:35 27 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    142
    Nos siga no

    Segundo relatos da mídia, os EUA planejam terminar sua retirada do Afeganistão em 31 de agosto, apesar de terem afirmando ficar no país até evacuarem todas as pessoas elegíveis.

    Os mesmos relatos sugerem que Washington já evacuou todos os trabalhadores afegãos da embaixada norte-americana em Cabul, que agora se encontra encerrada.

    O Pentágono declarou que a ameaça de ataques no Aeroporto Internacional de Cabul se mantém "real e específica".

    "Estamos em um momento particularmente perigoso. A presença de ameaças ainda é real, ainda está ativa e, em muitos casos, ainda é específica", disse John Kirby, porta-voz do Pentágono.

    Recentemente, um membro do Daesh (grupo terrorista proibida na Rússia e em outros países), o Estado Islâmico-Khorasan (EI-K) (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países), realizou ataques suicidas no aeroporto de Cabul, após vários avisos das autoridades norte-americanas e britânicas de que tais ataques seriam possíveis e esperados em meio do caos vivido no local.

    John Kirby, porta-voz do Pentágono
    © AFP 2021 / MANDEL NGAN
    John Kirby, porta-voz do Pentágono
    Apesar das forças da OTAN terem sido informadas da ameaça, os atacantes terroristas conseguiram matar mais de 200 pessoas no aeroporto superlotado, incluindo 13 membros dos serviços dos EUA.

    Os membros do EI-K também dispararam vários foguetes em 29 de agosto, mas todos acabaram sendo interceptados por um sistema antimísseis instalado pelos EUA.

    Pentágono não está 'em posição para disputas'

    Após o ataque homem-bomba no aeroporto, os EUA conduziram um ataque aéreo contra um veículo alegadamente transportando militantes do grupo terrorista em questão e carregado de explosivos em Cabul. 

    Apesar de o Pentágono afirmar que o ataque só matou membros do EI-K, várias reportagens do CNN, bem como da mídia local, sugeriram que o ataque norte-americano também resultou na morte de nove civis, incluindo seis crianças.

    Fumaça sobe de uma explosão mortal fora do aeroporto de Cabul, Afeganistão, 26 de agosto de 2021
    © AP Photo / Wali Sabawoon
    Fumaça sobe de uma explosão mortal fora do aeroporto de Cabul, Afeganistão, 26 de agosto de 2021
    Kirby, por sua vez, comentou que o Pentágono não pode, atualmente, contestar as reportagens sobre vítimas civis, acrescentando que uma investigação sobre as reivindicações está em andamento.

    "Não estamos em posição para disputar [relatos de vítimas civis] neste momento. Estamos tratando [da questão] e estamos investigando", declarou o porta-voz do Pentágono.

    Mais:

    Sistema de Defesa dos EUA intercepta 5 foguetes disparados no aeroporto de Cabul (VÍDEO, FOTOS)
    Drone dos EUA mata 9 pessoas da mesma família, incluindo 6 crianças em Cabul, segundo relatos
    Moscou espera que armas deixadas pelos EUA no Afeganistão não sejam usadas em potencial guerra civil
    Tags:
    Afeganistão, Cabul, Daesh, ataques, terrorismo, Pentágono, EUA, John Kirby
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar