08:58 22 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    2424
    Nos siga no

    Fontes da Bloomberg asseguraram que muitos funcionários na agência de inteligência referem há tempos a necessidade de criar um centro independente focado na China.

    A CIA está estudando a criação de um Centro de Missões para a China independente para conhecer melhor o principal rival estratégico do país, segundo a Bloomberg, citando fontes anônimas da agência de inteligência.

    As questões relacionadas com Pequim têm sido resolvidas no marco do Centro de Missões para a Ásia Oriental e Pacífico, mas a criação da unidade especializada teria a função de se concentrar no gigante asiático.

    Logotipo da CIA
    © AFP 2021 / Saul Loeb
    Logotipo da CIA

    Durante a audiência de confirmação no Senado dos EUA, em fevereiro, o diretor da CIA, William Burns, qualificou a China como alta prioridade e afirmou que o objetivo de Pequim é "substituir os EUA como a nação mais poderosa e influente do mundo".

    "Como disse o diretor Burns, a China é uma de suas prioridades e a CIA está no processo para determinar a melhor maneira de se posicionar para refletir a importância desta prioridade", declarou a agência.

    O estabelecimento de um centro separado poderia assegurar um número de empregados, financiamento e atenção de alto nível para monitorar as atividades vinculadas à China, segundo três ex-funcionários da agência.

    Outro funcionário da CIA assegurou que muitos veem a necessidade de criação desta unidade com foco no gigante asiático.

    Os centros de missão são entidades independentes que utilizam recursos de toda a CIA de acordo com as prioridades da agência. Em 2017, durante a Administração Trump, a agência criou um Centro de Missões para a Coreia, destinado a enfrentar a ameaça nuclear de Pyonyang.

    Mais:

    EUA revelam 'profunda preocupação' com crescente arsenal nuclear da China, aponta Blinken
    China chama de 'hipocrisia clara' decisão dos EUA de fornecerem abrigo a residentes de Hong Kong
    China usa todos os instrumentos para alcançar seus objetivos, EUA ficam para trás, diz general
    Tags:
    CIA, EUA, China, missão, unidade, centro, espionagem
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar