16:52 31 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    0 171
    Nos siga no

    A visão da Bolívia no campo da defesa envolve relações mais estreitas com a Rússia para promover a cooperação militar, disse à Sputnik o ministro da Defesa boliviano, Edmundo Novillo Aguilar.

    Edmundo Novillo está em Moscou, onde ocorre entre os dias 22 e 24 de junho a nona edição da Conferência de Moscou sobre Segurança Internacional (MCIS, na sigla em inglês), organizada pelo Ministério da Defesa da Rússia.

    "Esta conferência para nós é antes de tudo [uma forma de] expressar nossa visão sobre a questão dos desafios e ameaças, mas nossa visão também tem a ver fundamentalmente com o aprofundamento das relações com a Rússia para gerar uma cooperação militar, que capacitará e fortalecerá nossas Forças Armadas com seus fins e objetivos de defesa da população boliviana em todas as áreas, como a luta contra o narcotráfico, o contrabando, a questão das mudanças climáticas, o controle do espaço aéreo", afirmou o ministro em entrevista à Sputnik.

    Edmundo Novillo Aguilar comentou sobre a visita de técnicos russos à Bolívia, em resposta ao pedido das autoridades locais para identificar e caracterizar os locais e terrenos com fragilidades no combate ao narcotráfico.

    "A partir desse diagnóstico foram geradas propostas que já estão nas mesas de trabalho [...]. Essas são as bases das nossas reuniões que também teremos aqui, e daqui partimos esta tarde para São Petersburgo, para estarmos presentes com autoridades do Ministério da Defesa [da Rússia] e com as empresas que atuam nesses temas", explicou Edmundo Novillo.

    O ministro acrescentou que "o contrabando é um problema gravíssimo" na Bolívia e que o combate é um dos campos da cooperação com a Rússia.

    Presidente da Rússia na reunião com representantes do Ministério da Defesa russo e de empresas da indústria de defesa
    © Sputnik / Sergei Ilyin
    Presidente da Rússia na reunião com representantes do Ministério da Defesa russo e de empresas da indústria de defesa

    Parcerias La Paz-Moscou

    Edmundo Novillo lembrou que está em andamento a construção do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Tecnologia Nuclear (CIDTN, na sigla em espanhol) com fins pacíficos na cidade de El Alto, no oeste da Bolívia.

    Uma vez construído, o centro ajudará as autoridades bolivianas a "servir a medicina, assim como a questão da produção de alimentos".

    "Está em construção e nós, enquanto Ministério da Defesa, trabalhamos para dar segurança, não apenas segurança física, mas também segurança nuclear, que é muito importante e faz parte das nossas competências", frisou o ministro.

    Primeiro lote da vacina contra COVID-19 russa Sputnik V chega ao aeroporto de La Paz, Bolívia, 28 de janeiro de 2021
    © Sputnik / Sebastian Ochoa
    Primeiro lote da vacina contra COVID-19 russa Sputnik V chega ao aeroporto de La Paz, Bolívia, 28 de janeiro de 2021

    Edmundo Novillo destacou ainda o apoio da Rússia à Bolívia durante a pandemia do novo coronavírus.

    "A contribuição deles, a cooperação conosco, foi muito importante porque foram as primeiras vacinas que chegaram, em um momento de crise na Bolívia, e nos permitiram começar a vacinar para neutralizar os efeitos da pandemia com o povo boliviano", comemorou.

    Nesta quinta-feira (24), último dia da MCIS, o ministro boliviano participou da sessão plenária "A interação militar como ferramenta para enfrentar os desafios e ameaças regionais na América Latina e no Hemisfério Ocidental".

    Mais:

    EUA temem poder de China e Rússia e preveem protestos violentos na América Latina, diz relatório
    Argentina é o 1º país da América Latina a iniciar produção da Sputnik V (VÍDEO)
    Eurodeputados criticam 'negacionismo' e 'necropolítica' de Bolsonaro em debate sobre América Latina
    Políticos latino-americanos, inclusive Dilma e Lula, assinam carta de apoio ao povo colombiano
    Tags:
    militar, Defesa, defesa, defesa, cooperação, Rússia, Bolívia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar