19:53 21 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Coronavírus no mundo no início de junho de 2021 (22)
    0 192
    Nos siga no

    O infectologista recebeu elogios de um funcionário da OMS ligado ao Instituto de Virologia de Wuhan por rejeitar as teorias de que o coronavírus vazou de laboratório chinês.

    No dia 18 de abril de 2020, Peter Daszak, membro da equipe da Organização Mundial da Saúde (OMS) que viajou à China para investigar as origens da COVID-19, enviou ao infectologista norte-americano, Anthony Fauci, um e-mail agradecendo por Fauci ter refutado a afirmação de que o vírus havia sido criado pelo homem e vazado do laboratório chinês, conforme publicado no Buzzfeed.

    "Eu só queria fazer um agradecimento pessoal em nome de nossa equipe e colaboradores, por se levantar publicamente e afirmar que a evidência científica apoia uma origem natural para COVID-19 de um transbordamento de morcego para humano, não uma liberação de laboratório do Instituto de Virologia de Wuhan" escreveu o funcionário segundo a mídia.

    Daszak ainda acrescentou que os comentários "corajosos" de Fauci vinham de uma "voz confiável" e ajudariam a "dissipar os mitos que circulam em torno das origens do vírus". Respondendo ao e-mail, o infectologista disse "muito obrigado por sua amável nota".

    O e-mail de Daszak referia-se aos comentários que o infectologista fez durante uma coletiva de imprensa em 17 de abril, na qual foi questionado sobre teorias da origem do vírus. Fauci respondeu à pergunta citando um estudo recente que descobriu que as mutações do vírus são "totalmente consistentes com o salto de uma espécie de animal para humano".

    A investigação concluiu em março que a teoria do vazamento de laboratório era altamente improvável, e que possivelmente a doença foi transmitida a humanos por animais. Fauci rejeitou as sugestões do vazamento, e as caracterizou como "teorias da conspiração", segundo o RT.

    Até o momento, em esfera global, foram contabilizados mais de 171 milhões de casos de coronavírus e 3,5 milhões de mortes de acordo com os dados do The New York Times.

    Tema:
    Coronavírus no mundo no início de junho de 2021 (22)

    Mais:

    Trazido de volta por Biden, Anthony Fauci descreve como 'libertador' não trabalhar mais para Trump
    Anthony Fauci manda recado ao Brasil: 'Deve considerar seriamente' o lockdown
    Anthony Fauci: EUA vivem momento crítico e estão à beira de enfrentar 4ª onda da COVID-19
    Tags:
    COVID-19, laboratório, Wuhan, novo coronavírus, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar