20:55 21 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    0 30
    Nos siga no

    Um cemitério clandestino em El Salvador poderia conter mais de 40 cadáveres de vítimas de assassinatos, sendo a grande parte pertencentes a mulheres.

    As autoridades salvadorenhas encontram-se em escavações dentro do misterioso cemitério, na propriedade de um ex-policial, informa o jornal The Guardian.

    Até agora, foram recuperados os restos mortais de pelo menos 24 corpos no município de Chalchuapa, localizado a cerca de 78 quilômetros a noroeste da capital do país, San Salvador. Porém, a exumação dos mesmos, poderá levar cerca de um mês, informaram os oficiais.

    As investigações começaram depois da detenção do ex-policial Hugo Ernesto Osorio Chávez, de 51 anos, após ter confessado o assassinato de uma mulher e de sua filha. Adicionalmente, Chávez já teria sido investigado por crimes sexuais.

    Autoridades investigam cemitério clandestino em busca de restos mortais de possíveis vítimas de feminicídio no município de Chalchuapa, em El Salvador
    © AP Photo / Salvador Melendez
    Autoridades investigam cemitério clandestino em busca de restos mortais de possíveis vítimas de feminicídio no município de Chalchuapa, em El Salvador

    Quando as equipes chegaram em sua casa para investigar o local, encontraram, pelo menos, sete covas contendo corpos, alguns dos quais poderiam ter sido enterrados há dois anos, informa a mídia britânica.

    Procuradores da Justiça já emitiram mandados de captura de outros nove suspeitos que possam ter sido cúmplices nos crimes, desde ex-soldados a traficantes de pessoas, conforme informou Mauricio Arriaza Chicas, diretor da polícia nacional de El Salvador.

    Na quinta-feira (20), dezenas de pessoas que acreditam que seus familiares desaparecidos pudessem estar entre os corpos encontrados, se reuniram em frente à casa do suspeito pelos crimes, gerando a necessidade de estabelecer uma frente policial no local.

    Levando em conta que a maior presença de vítimas é do sexo feminino, é colocada a hipótese de que os assassinatos sejam, de igual modo, feminicídios. Os crimes desta natureza aumentaram na América Latina durante o período da pandemia da COVID-19.

    Mais:

    Presidente do Equador acusa Nicolás Maduro de se intrometer nas manifestações colombianas
    EUA temem poder de China e Rússia e preveem protestos violentos na América Latina, diz relatório
    Para aquecer economia, Colômbia reabre fronteiras com Brasil, Panamá, Equador e Peru
    Tags:
    América Latina, feminicídio, crime, assassinato, El Salvador
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar